• BVSP 117.669,90 -0,5%
  • USD 5,6926 +0,0000
  • EUR 6,7616 +0,0000
  • ABEV3 15,43 -0,13%
  • BBAS3 29,27 +0,55%
  • BBDC4 25,25 +0,04%
  • BRFS3 23,91 -1,97%
  • BRKM3 43,57 -0,98%
  • BRML3 9,95 +1,95%
  • BTOW3 62,7 -0,85%
  • CSAN3 89,25 -0,45%
  • ELET3 35,45 -1,50%
  • EMBR3 16,02 -0,37%
  • Petróleo 62,17 +0,00%
  • Ouro 1.756,80 +0,00%
  • Prata 25,54 +0,00%
  • Platina 1.207,10 +0,00%

Dólar tem leve queda por cautela com política e economia

Às 10:22, o dólar recuava 0,25 por cento, a 3,8911 reais na venda

São Paulo - O dólar registrava leve queda em relação ao real nesta terça-feira, após subir 1 por cento no começo do dia, com o mercado mostrando poucos negócios devido à cautela por incertezas políticas e econômicas no Brasil e em linha com os movimentos contidos da moeda norte-americana no exterior.

Às 10:22, o dólar recuava 0,25 por cento, a 3,8911 reais na venda. Na máxima da sessão, foi a 3,9432 reais, após recuar mais 1 por cento nas últimas duas sessões.

"Internamente, o dia inspira cautela", escreveu o operador da corretora Correparti, em nota a clientes, Jefferson Luiz Rugik.

Está marcado para esta manhã a votação dos vetos presidenciais no Congresso que, se derrubados, dificultariam ainda mais o ajuste das contas públicas brasileiras. A expectativa nos mercados, no entanto, é de que sejam mantidos.

Os investidores também estão de olho no Tribunal de Contas da União (TCU), que manteve o julgamento das contas do Executivo em 2014 para quarta-feira mesmo após o governo ter pedido o afastamento do relator do caso, ministro Augusto Nardes.

A eventual reprovação do balanço poderia abrir espaço para eventual processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O dólar também vinha recuando sobre o real nos últimos dias diante de apostas de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, só elevará os juros no ano que vem, provocadas por uma leva de indicadores econômicos fracos.

Nesta sessão, a moeda norte-americana caminhava de lado em relação às principais moedas emergentes, como os pesos chileno e mexicano.

"O mercado está calmo, há poucos movimentos nas moedas. Parece que aquele pânico recente passou", disse o operador de um banco nacional.

O Banco Central dará continuidade nesta manhã à rolagem dos swaps cambiais que vencem em novembro, com oferta de até 10.275 contratos, que equivalem a venda futura de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.