Depois de disparar 500% na Nasdaq, Moderna prevê R$ 100 bi com vacinas

Empresa de biotecnologia americana prevê neste ano, só com as doses da vacina que desenvolveu, receitas equivalentes a quase metade do que a Vale teve em 2020
 (JUSTIN TALLIS / AFP/Getty Images)
(JUSTIN TALLIS / AFP/Getty Images)
Por Da RedaçãoPublicado em 26/02/2021 12:49 | Última atualização em 26/02/2021 12:50Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Um dos laboratórios candidatos a liderar a vacinação global, a Moderna prevê que deve alcançar uma receita de 18,4 bilhões de dólares (cerca de 100 bilhões de reais ao câmbio do dia) com as vendas de doses para o novo coronavírus.

A projeção toma como base outra estimativa, a de entrega de 600 milhões a 700 milhões de doses neste ano. As ações da companhia subiram cerca de 500% em 12 meses na Nasdaq, refletindo as expectativas de ganhos por parte dos investidores.

No Brasil, a Moderna pode ser negociada por meio de BDR, os recibos de ações listadas em bolsas no exterior. O BDR está na bolsa com o ticker M1RN34 e subiu quase 100% em pouco mais de quatro meses, desde que passou a ser oferecido.

A estimativa com receitas supera com folga as projeções de mercado, em torno de 11 bilhões de dólares para a companhia. E pode representar um salto extraordinário para a empresa de biotecnologia com sede em Cambridge, cidade vizinha a Boston e terra da Universidade Harvard e do MIT, o Massachusetts Institute of Technology.

Em 2019, a empresa com 11 anos de existência obteve apenas 14 milhões de dólares em receitas; no ano passado, esse número saltou para 571 milhões de dólares, segundo resultado divulgado nesta quinta-feira, 25.

Para dar uma ordem de grandeza, 100 bilhões de reais é o equivalente a 45% de toda a receita em 2020 da mineradora Vale (VALE3), uma das maiores empresas brasileiras.