Invest

Credit Suisse: investidores questionam cancelamento de US$ 17 bi em bônus

A alegação é que o cancelamento foi desproporcionalmente prejudicial aos dos detentores dos papéis

De modo geral, as ações de um banco teriam de sofrer baixa contábil completa antes de credores assumirem perdas (AFP/AFP)

De modo geral, as ações de um banco teriam de sofrer baixa contábil completa antes de credores assumirem perdas (AFP/AFP)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 21 de abril de 2023 às 15h44.

Detentores de bônus do Credit Suisse iniciaram um processo legal na Suíça questionando a decisão de reguladores de dar baixa contábil em US$ 17 bilhões em dívida, como parte da aquisição do banco pelo UBS no mês passado.

Investidores que detêm cerca de 4,5 bilhões em francos suíços da dívida cancelada do Credit Suisse querem que a decisão seja revogada ou alterada, de acordo com esboço de recurso apresentado a um tribunal administrativo suíço, ao qual o The Wall Street Journal teve acesso. A alegação é que o cancelamento foi desproporcionalmente prejudicial aos dos detentores dos papéis e violou seus direitos de propriedade, segundo o resumo do processo legal.

Em março, os mercados foram pegos de surpresa quando autoridades suíças cancelaram os US$ 17 bilhões em bônus, como parte da operação de resgate do Credit Suisse. De modo geral, as ações de um banco teriam de sofrer baixa contábil completa antes de credores assumirem perdas.

O regulador financeiro da Suíça, no entanto, determinou que os US$ 17 bilhões em bônus poderiam ser cancelados porque a aquisição do Credit Suisse pelo UBS contou com apoio do governo. Além disso, legisladores suíços deram ao regulador poder emergencial para dar baixa nos bônus em 19 de março, mesmo dia em que o UBS assumiu o controle do banco.

Acompanhe tudo sobre:BancosCredit Suisse

Mais de Invest

Realização de lucros? Buffett vende R$ 8 bilhões em ações do Bank of America

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 53 milhões

O que é private equity e como funciona?

Quanto rendem R$ 20 mil por mês na poupança?

Mais na Exame