Acompanhe:

Controlador da Fertilizantes Heringer aumenta preço para compra de ações de minoritários

Eurochem passou a propor R$ 19 por ação no caso de pagamento à vista; processo de fechamento de capital está suspenso desde setembro

Fertilizantes Heringer: Fechamento de capital está suspenso por questionamento de minoritários (Divulgação/EXAME.com/Divulgação)

Fertilizantes Heringer: Fechamento de capital está suspenso por questionamento de minoritários (Divulgação/EXAME.com/Divulgação)

R
Raquel Brandão

Publicado em 29 de novembro de 2022, 11h28.

A Eurochem melhorou a proposta pelas ações da Fertilizantes Heringer (FHER3), numa operçaão que deverá fechar o capital (OPA) da companhia agrícola brasileira. A nova proposta é de pagar R$ 19 por ação ao acionista que optar pelo pagamento à vista. A ação abriu o pregão desta terça-feira, 29, cotada a R$ 17,01.

Anteriormente, o valor proposto nessa opção era de R$ 14,46, o que não havia agradado a acionistas minoritários que acionaram a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para suspender a operação que levaria ao cancelamento do registro de valores mobiliários categoria A e saída da companhia do Novo Mercado.

O intuito, diz a ofertante, é dar celeridade e incrementar as chances de êxito no processo de OPA. Quem optar pela opção I, receberá o pagamento parcelado, com um montante de R$ 14,50 por ação e eventual valor adicional até atingir o preço máximo final. A opção II estabelece o preço de R$ 19 por ação no pagamento à vista e sujeito a ajustes, mas sem nenhum pagamento adicional.

O fechamento de capital é um desdobramento da tomada indireta do controle pela Eurochem. A Eurochem comprou 51,48% do capital social da Heringer no fim de 2021, por R$ 554 milhões. A fatia era da Heringer Participações, pela qual a família fundadora controlava a fabricante de insumos agrícolas. À época, o pagamento foi de R$ 20 por ação. A operação disparou o direito de tag along, obrigando o controlador a fazer uma oferta nas mesmas condições aos minoritários.

Leia mais: Corrupção na Fertilizantes Heringer (FHER3): "evidências de fraude" e R$ 50 milhões superfaturados

Com o controle, a Eurochem indicou em julho Tom Luigs para o comando do conselho da Fertilizantes Heringer. Nesta terça-feira, a empresa anunciou sua renúncia. No período de seu mandato, investigações internas da Fertilizantes Heringer reveleram "evidências de fraude", com pagamentos de R$ 50 milhões superfaturados em contratações de serviços de manutenção.

Nos últimos nove meses, a Heringer registrou um aumento de 57% na receita líquida, para R$ 4,12 bilhões, mas um prejuízo líquido de R$ 77 milhões.