Acompanhe:

Com prejuízo, J.P. Morgan vende ações da Gafisa (GFSA3) e participação cai abaixo de 5%

Banco americano havia elevado participação na empresa há três semanas; papéis caíram 19% no período

Sede do JP Morgan em Londreshttps://exame.com/noticias-sobre/jpmorganhttps://exame.com/noticias-sobre/jpmorgan (Dylan Martinez/File Photo/Reuters)

Sede do JP Morgan em Londreshttps://exame.com/noticias-sobre/jpmorganhttps://exame.com/noticias-sobre/jpmorgan (Dylan Martinez/File Photo/Reuters)

Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

19 de outubro de 2022, 10h09

O J.P. Morgan reduiziu sua participação na Gafisa (GFSA3) para menos de 5% das ações da empresa. A venda das ações foi informada pela incorporadora na noite de terça-feira, 18.

O anúncio da redução da posição ocorre cerca de três semanas após o J.P. Morgan ter elevado sua participação para 5,72% das ações da Gafisa, perfazendo um investimento de cerca de R$ 20 milhões na empresa. Os papéis, no entanto, se desvalorizaram 19,2% no período. No ano, a queda acumulada é de 58%. 

A venda das ações pelo J.P. Morgan ocorreu antes da divulgação da prévia operacional da Gafisa, na última noite.

Prévia operacional do 3º tri

As vendas brutas da companhia no terceiro trimestre ficaram em R$ 237,1 milhões, representando uma alta anual de 48%.

Das vendas líquidas realizadas no período, 50% é de imóveis em construção, 31% de lançamentos e 19% de imóveis concluídos.

Os lançamentos no terceiro trimestre ficaram em R$ 204,1 milhões em valor geral de vendas (VGV), representado pelo empreendimento Sense Icaraí, em Niterói. No trimestre, a companhia também realizaou o pré-lançamento do empreendimento Cidade Jockey, em São Paulo, com cerca de R$ 340 milhões em VGV.

Os estoques da Gafisa diminuíram em cerca de R$ 100 milhões no terceiro trimestre, encerrando o período em 1,9 bilhão.