CBA (CBAV3) registra lucro de R$ 426 mi no 1T22

A CBA volta a registrar lucro no primeiro trimestre do ano, revertendo o prejuízo registrado no mesmo período do ano passado.
CBA (CBAV3): Companhia reverte prejuízo em lucro no 1T22 (Companhia Brasileira de Alumínio/Divulgação)
CBA (CBAV3): Companhia reverte prejuízo em lucro no 1T22 (Companhia Brasileira de Alumínio/Divulgação)
Por Tales RamosPublicado em 09/05/2022 11:00 | Última atualização em 09/05/2022 11:00Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Companhia Brasileira de Alumínio ou CBA (CBAV3) divulgou, nesta segunda-feira (9), os resultados do primeiro trimestre de 2022.

A CBA registrou um lucro líquido de R$ 426 milhões, revertendo o prejuízo registrado no mesmo período do ano passado de R$ 133 milhões.

Nos primeiros três meses do ano a companhia teve uma receita líquida de R$ 2,29 bilhões.

Um aumento de 28% comparado aos R$ 1,79 bilhões realizados no mesmo período do ano passado.

Cotação do alumínio influenciou resultado da CBA (CBAV3)

Segundo a CBA, "o ano de 2022 começou com expectativas positivas para a indústria do alumínio, quando o preço do metal chegou a atingir seu recorde histórico de US$3.985/t, pela perspectiva de que o mercado, já apertado, poderia sofrer ainda mais impactos em função do conflito entre Rússia e Ucrânia. A média do preço do alumínio no 1T22 foi de US$3.280/t, um crescimento relevante de 56% em comparação com o 1T21".

Ou seja, mesmo com a queda no volume de vendas do alumínio de 119 para 109 mil toneladas, com o aumento do preço houve o aumento de receita de maneira geral.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) da companhia foi de R$ 552 milhões, alta de 53% comparado aos R$ 360 milhões realizados no 1T21.

"Outro impacto positivo relevante foi a variação cambial explicada pela valorização de 17% do real em 31 de março de 2022 versus mesmo período de 2021, afetando o saldo dos financiamentos em moeda estrangeira." Declarou a companhia sobre os resultados positivos deste trimestre.

Pagamento de dividendos da CBA (CBAV3)

De acordo com o release divulgado: A Companhia realizará o pagamento de R$172 milhões (R$0,29 por ação) de dividendos aos seus acionistas, referente ao lucro líquido do exercício de 2021, que engloba os dividendos obrigatórios de 25% do lucro líquido ajustado e dividendos suplementares."

"O pagamento foi aprovado pela Assembleia Geral em 29 de abril de 2022, conforme estabelecido no Estatuto Social, e a data de pagamento será dia 18 maio de 2022. A posição de ações (data base) é 29 de abril e a data ex-dividendos do dia 02 de maio de 2022", informou a CBA.

Em janeiro a CBA concluiu a aquisição de 80% do capital social da Alux do Brasil.

A aquisição complementa o portfólio da CBA com uma capacidade de 46 mil toneladas de alumínio reciclado por ano, a partir de fevereiro de 2022, reforçando o posicionamento da empresa no mercado de reciclagem e a produção de alumínio com uma pegada de carbono cada vez menor.