Acompanhe:

Caixa Seguridade retoma discussão e análise para IPO

Braço de seguros e previdência do banco estatal pode levantar até 15 bilhões de reais com abertura de capital

Caixa: braço de seguros do banco deve abrir capital no segmento Novo Mercado da B3 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Caixa: braço de seguros do banco deve abrir capital no segmento Novo Mercado da B3 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

R
Reuters

17 de julho de 2020, 09h24

A Caixa Seguridade comunicou no final da quinta-feira que sua controladora Caixa Econômica Federal decidiu retomar as discussões e análises para registro de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do seu braço de seguros e previdência, bem como sua listagem no segmento Novo Mercado da B3.

Os processos de registro da oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias da Caixa Seguridade e de admissão e listagem no Novo Mercado foram anunciados em fevereiro deste ano e depois interrompidos pela Caixa em março, citando na ocasião "atual conjuntura do mercado".

Em fevereiro, fonte familiarizada com o negócio estimava que a transação alcançaria de 10 bilhões a 15 bilhões de reais.