Cade aprova compra da MAP pela GOL

Com a aquisição, GOL pretende expandir número de rotas no Aeroporto de Congonhas e oferecer mais assentos por voo
Aviões da GOL estacionados no Aeroporto de Congonhas | Foto: Germano Lüders/Exame (Exame/Germano Lüders)
Aviões da GOL estacionados no Aeroporto de Congonhas | Foto: Germano Lüders/Exame (Exame/Germano Lüders)
Por Guilherme GuilhermePublicado em 03/01/2022 08:47 | Última atualização em 03/01/2022 08:50Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição da quinta maior companhia aérea do Brasil, a MAP, pela GOL (GOLL4) . A decisão foi anunciada em fato relevante divulgado nesta segunda-feira, 3, pela GOL e deve se tornar definitiva em 14 de janeiro.

Anunciada em junho de 2021, a aquisição foi acordada em 28 milhões de dólares em dinheiro e ações acrescidos do compromisso da GOL de assumir a dívida de 100 milhões de reais da MAP.

Com o negócio, a GOL pretende oferecer novos destinos e rotas no Aeroporto de Congonhas (São Paulo), expandir o número de assentos por voo e ter maior eficiência de gastos.

Apesar dos planos de expansão e de toda recuperação dos números operacionais apresentada no último ano, as ações da GOL encerraram 2021 com queda de 29%. Entre os gatilhos para o movimento negativo, estão preocupações os efeitos das novas variantes do coronavírus, que já provocou milhares de cancelamentos de voos no hemisfério Norte.

Aprenda quais são os tipos de investimentos e como montar a sua própria carteira neste curso completo e acessível da EXAME.