C&A (CEAB3): lucro líquido despenca 97% e fica em R$ 2,1 mi no 2º trimestre

A receita líquida de mercadorias atingiu R$ 1,57 bilhão, uma alta de 38,5% em relação ao período de abril a março do ano passado e a margem bruta de mercadorias foi de 50,6%
C&A: companhia explica que a performance das vendas com margens altas fez com que o resultado operacional apresentasse recuperação (C&A/Divulgação)
C&A: companhia explica que a performance das vendas com margens altas fez com que o resultado operacional apresentasse recuperação (C&A/Divulgação)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 10/08/2022 às 19:56.

A C&A (CEAB3) reportou há pouco lucro líquido de R$ 2,1 milhões no segundo trimestre de 2022, com queda de 97% em relação ao mesmo período de 2021. O Ebitda ajustado, por sua vez foi de R$ 245,8 milhões, o que representa alta de 145,2% versus o apresentado um ano antes.

A receita líquida de mercadorias atingiu R$ 1,57 bilhão, uma alta de 38,5% em relação ao período de abril a março do ano passado e a margem bruta de mercadorias foi de 50,6%, aumento de 4,5 ponto porcentuais.

A companhia explica que a performance das vendas com margens altas fez com que o resultado operacional apresentasse recuperação. Daí a alta no Ebitda Ajustado, que teve margem de 15,1%, alta de 0,6 p.p. que levou a empresa a um patamar próximo ao pré-pandemia.

Quanto à queda do lucro líquido no período, a empresa pontua que no consolidado do primeiro semestre, houve prejuízo de R$ 150,6 milhões, "principalmente em função de um resultado financeiro bem mais negativo do que o apresentado no mesmo período do ano anterior em função do aumento da dívida e da taxa de juros".