Mercados

Buffett perde US$ 1,4 bilhão com escândalo da Wells Fargo

Cerca de 5.300 funcionários da Wells Fargo foram demitidos por abrirem contas bancárias fictícias em nome de clientes


	A fortuna de Buffett é estimada em 65,8 bilhões de dólares
 (Daniel Acker/Bloomberg)

A fortuna de Buffett é estimada em 65,8 bilhões de dólares (Daniel Acker/Bloomberg)

Karla Mamona

Karla Mamona

Publicado em 14 de setembro de 2016 às 11h51.

São Paulo - O megainvestidor Warren Buffett perdeu 1,4 bilhão de dólares com a queda de 3,3% nas ações da Wells Fargo na última terça-feira.

A queda nos papéis do banco americano se deve ao escândalo envolvendo o banco. Cerca de 5.300 funcionários da Wells Fargo foram demitidos por abrirem contas bancárias fictícias em nome de clientes, sem que estes soubessem.

Os desvios, iniciados em 2011 e que se estenderam por cinco anos, faziam com que alguns assessores de clientes alcançassem objetivos comerciais e ganhassem prêmios em dinheiro.

O escândalo também impactou nas ações da Berkshire Hathaway Inc, empresa de Buffett e maior acionista do banco. Ontem, as ações da companhia registraram perdas de 2% na tarde de ontem.

Segundo o Índice de Bilionários da Bloomberg, a fortuna de Buffett é estimada em 65,8 bilhões de dólares. Ele é o quarto mais rico do mundo, ficando atrás de Bill Gates, Amancio Ortega e Jeff Bezzos.

Acompanhe tudo sobre:Bancosbancos-de-investimentoBerkshire HathawayEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasgrandes-investidoresPersonalidadeswarren-buffettWells Fargo

Mais de Mercados

Cade abre procedimento para apurar acordo de codeshare da Azul e Gol

Quem ganha e quem perde no mercado no caso da vitória de Trump?

China estabelece fundo de investimentos em ativos de terra de empresas estatais de 30 bilhões yuans

Atentado a Trump fortalece o dólar e impulsiona novo trade na bolsa, diz economista-chefe da Avenue

Mais na Exame