Bolsas europeias sobem com farmacêuticas em meio a otimismo sobre vacina

Investidores no mundo inteiro estão ansiosos pela vacina contra o novo coronavírus, que pode acelerar a normalização da economia
 (Henry Nicholls/Reuters)
(Henry Nicholls/Reuters)
Por Denyse GodoyReuters
Publicado em 07/09/2020 às 19:46.

As bolsas europeias tiveram forte alta nesta segunda-feira, 7, puxadas pelas ações de farmacêuticas em meio a um crescente otimismo dos investidores sobre a vacina contra a infecção pelo novo coronavírus. Quanto mais cedo chegar a imunização, mais rápido a atividade econômica mundial vai se normalizar.

O índice FTSE, o principal da bolsa de Londres, ganhou 2,39%, a 5.937 pontos, enquanto a ação da AstraZeneca se valorizou 3,89%, vendida a 8.228 libras. A da GlaxoSmithKline subiu 4,24%, para 1.496 libras, depois de o presidente da unidade francesa da Sanofi dizer que a vacina contra a covid-19 desenvolvida junto com a farmacêutica britânica deve custar menos de 10 euros. Já a Sanofi subiu 2,35% em Paris, para 85,53 euros, ajudando a bolsa local a avançar 1,79% hoje, para 5.053 pontos. O índice DAX, da bolsa de Frankfut, ganhou 2,01%, aos 13.100 pontos.

O feriado do Dia da Independência no Brasil teve várias boas notícias sobre a aguardada vacina em todo o mundo.

O governo australiano disse que espera receber os primeiros lotes de uma vacina em janeiro. O país fez um acordo com a americana CSL para a produção de duas vacinas, uma da parceria da AstraZeneca com a Universidade de Oxford e outra da própria CSL com a Universidade de Queensland.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, em entrevista coletiva à imprensa, que a produção de uma vacina está sendo realizada em "tempo recorde" e que o imunizante pode estar disponível em outubro.

As farmacêuticas BioNTech e Pfizer disseram que receberam aprovação por parte da autoridade regulatória da Alemanha para iniciar os testes da fase 2 de sua vacina no país. É o imunizante que está sendo testado em diversos países, inclusive o Brasil.

As farmacêuticas chinesas Sinovac Biotech e Sinopharm apresentaram hoje pela primeira vez em uma feira comercial em Pequim suas vacinas contra a covid-19.

Assim como o brasileiro, o mercado financeiro americano ficou fechado hoje devido a um feriado nacional. Nos Estados Unidos, hoje se comemora o Dia do Trabalho. Na terça, a bolsa de Nova York e a B3 também devem repercutir os avanços na corrida pela vacina.