Invest

Bolsas em NY fecham em queda com aumento de receio sobre inflação

Bolsa ficou fechada no Brasil pelo feriado de Corpus Christi; ETF ligado às ações brasileiras também encerrou o dia em queda

Bolsa de NY | Brendan McDermid/ Reuters (Brendan McDermid/Reuters Brazil)

Bolsa de NY | Brendan McDermid/ Reuters (Brendan McDermid/Reuters Brazil)

R

Reuters

Publicado em 3 de junho de 2021 às 17h54.

As bolsas norte-americanas fecharam a quinta-feira, 3, no vermelho, com ações de tecnologia pressionado o S&P 500 e o Nasdaq, enquanto investidores contrabalançaram preocupações sobre a inflação e o risco de menos estímulo com algum alívio sobre aumentos de impostos corporativos.

Invista com o maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta no BTG Pactual digital

O Dow Jones teve uma queda mais branda, já que as ações se recuperaram um pouco depois de relatos de que o presidente Joe Biden propôs descartar sua proposta de aumentar tributos para empresas.

Nesta quinta-feira, a bolsa brasileira ficou fechada pelo feriado de Corpus Christ, mas o EWZ encerrou o dia em queda e recuou 0,99%. O EWZ é o ETF mais líquido ligado às ações brasileiras, e seu desempenho dá uma dimensão de como o Ibovespa poderia ter se comportado com a B3 aberta. Vale lembrar que a B3 funciona normalmente nesta sexta-feira, 4.

Dados sobre auxílio-desempenho e números sobre a criação de empregos no setor privado melhores do que o esperado para maio endossaram o fortalecimento das condições de trabalho. Além disso, dados sobre a atividade do setor de serviços aumentou para um nível recorde.

Com isso, aumentam os temores de que os dados econômicos robustos podem levar o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) a reduzir o apoio monetário liberado durante a pandemia do coronavírus mais cedo do que o esperado. Investidores agora aguardam relatório do governo dos EUA sobre emprego que será divulgado na sexta-feira, 4, para ter mais clareza sobre a força da recuperação do mercado de trabalho.

"O mercado está digerindo dados econômicos fortes com algumas pressões inflacionárias e determinando se isso mudará o momento da redução gradual do Fed e como incluir isso nos preços das ações", disse Brad Neuman, diretor de estratégia de mercado da Alger em Nova York.

O Dow Jones caiu de 0,07%, para 34.577,04 pontos, o S&P 500 perdeu 0,36%, para 4.192,85 pontos, e o Nasdaq recuou 1,03%, a 13.614,51 pontos.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME

Com a redação

Acompanhe tudo sobre:bolsas-de-valoresDow JonesIbovespaNasdaqS&P 500

Mais de Invest

Renda passiva: veja como fazer o dinheiro trabalhar por você

Casal que ganhou R$ 324 milhões em loteria americana perde fortuna com investimentos mal-sucedidos

INSS volta a exigir perícia médica para prorrogar 'auxílio-doença'; entenda

Conheça as vantagens do Cartão BTG Black e saiba como pedir o seu

Mais na Exame