Invest

Bolsas da Europa caem com cautela em NY; Lufthansa sobe após UE ampliar lupa sobre ITA

Em Frankfurt, o DAX cedeu 0,34%, aos 16.627,09 pontos

Bolsa de Valores de Frankfurt, na Alemanha (picture alliance/Getty Images)

Bolsa de Valores de Frankfurt, na Alemanha (picture alliance/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 23 de janeiro de 2024 às 16h21.

Última atualização em 23 de janeiro de 2024 às 16h29.

As bolsas europeias fecharam em queda, majoritariamente, sem prolongar o clima positivo observado no início da semana em meio à cautela que voltava a prevalecer nos mercados acionários de Wall Street.

O setor aéreo ficou em destaque nesta terça-feira, 23, após a Comissão Europeia abrir uma investigação aprofundada sobre a compra pela Lufthansa de 41% da estatal ITA Airways, a antiga Alitalia, por apreensão sobre os efeitos concorrenciais do negócios.

Em Frankfurt, o DAX cedeu 0,34%, aos 16.627,09 pontos. As ações da Lufthansa subiam 1,40% após a Comissão Europeia informar, em nota publicada nesta terça-feira, que abriu uma investigação aprofundada da compra pela empresa alemã e pelo Ministério da Economia e das Finanças italiano de uma participação minoritária na ITA Airways diante da preocupações concorrenciais, em mais um episódio que ilustra os desafios do setor aéreo em negócios de consolidação.

A Comissão tem preocupações preliminares de que a transação possa reduzir a concorrência no mercado de serviços de transporte aéreo de passageiros em várias rotas de curta e longa distância dentro e fora de Itália. A Comissão é a única instituição da União Europeia que apresenta legislação para adoção pelo Parlamento e pelo Conselho com o objetivo de proteger os interesses da UE.

Ainda entre as notícias de destaque no mercado de Frankfurt, as ações da Telefonica Deutschland serão removidas dos índices MDAX SDAX e TecDAX após a quantidade de papéis disponíveis para negociação cair abaixo de 10%. As mudanças entram em vigor no dia 25 de janeiro.

Em Londres, o FTSE 100 caiu 0,03%, aos 7.485,73 pontos, com as ações de mineradoras em recuperação da queda da véspera. A Rio Tinto avançou 2,31% e a Glencore, 1,82%. Os papéis do banco Standard Chartered subiram 4,58% e lideraram como a maior alta porcentual do índice. Em Paris, o CAC-40 perdeu 0,34%, para os 7.388,04 pontos.

Em Madri, o Ibex 35 caiu 1,09%, aos 9.859,20 pontos. As ações da operadora de aeroportos Aena cederam 2,56%. Em Lisboa, o PSI 20 cedeu 1,06%, aos 6.268,80 pontos, enquanto o FTSE MIB, referencial da bolsa de Milão, recuou 0,35%, aos 30.077,46 pontos.

Acompanhe tudo sobre:bolsas-de-valoreswall-streetAlemanhaReino UnidoUnião Europeia

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena concurso 2752: prêmio acumulado é de R$ 58,1 milhões

Ações da Tesla caem no aftermarket após queda de 45% no lucro do 2º tri

Receita libera consulta ao 3º lote de restituição do IR 2024; veja como consultar

Como se tornar um trader? O que ele faz?

Mais na Exame