Bolsas europeias sofrem queda repentina e suspendem negociações

Queda repentina da bolsa é motivo de preocupação para empresas que operam no continente
Bolsa Europeia: 'Flash Crash' impacta negociação de ações no continente (Gonzalo Fuentes/Reuters)
Bolsa Europeia: 'Flash Crash' impacta negociação de ações no continente (Gonzalo Fuentes/Reuters)
T
Tales Ramos

Publicado em 02/05/2022 às 17:04.

Última atualização em 02/05/2022 às 17:09.

Na manhã desta segunda-feira, 2, por volta de 5h (horário de Brasília), alguns índices de ações europeus interromperam negociações após registrarem uma grande queda por alguns minutos.

Conhecido como 'Flash Crash', o incidente que aconteceu é marcado por uma queda repentina de preços das ações da bolsa seguidas de uma recuperação.

Operadoras da bolsa de valores, como a Euronext, divulgaram que estão investigando o motivo da queda. Investidores desconfiam que o incidente tenha sido causado por erro humano.

Índices impactados pela queda

Entre os mercados de ações impactados estão o de Estocolmo e a Dinamarca, que caíram 8% e 6% respectivamente. Contudo, ambos já se recuperaram quase completamente.

Outros índices impactados foram o AEX, da Holanda, o BEL20, da Bélgica, e o CAC40, da França, que caíram 3%, 5% e 3% respectivamente, e fazem parte dos mercados administrados pela Euronext.

Medidas tomadas

Com objetivo de tentar reduzir o impacto das quedas dos índices, a Euronext interrompeu temporariamente as negociações. Já a Nasdaq utilizou circuit breakers logo após o ocorrido.