Acompanhe:

Bolsa de NY espera reabrir normalmente na quarta-feira

Nyse está fechada desde o início da semana por causa do impacto da supertempestade Sandy na Costa Leste


	Operadores da NYSE: reabertura do pregão físico é crítica para os mercados acionários norte-americanos por causa do papel central para empresas blue chip (Mario Tama/ Getty Images)

Operadores da NYSE: reabertura do pregão físico é crítica para os mercados acionários norte-americanos por causa do papel central para empresas blue chip (Mario Tama/ Getty Images)

S
Sergio Caldas

Publicado em 30 de outubro de 2012, 13h16.

Nova York - A Bolsa de Nova York (Nyse, na sigla em inglês) espera estar pronta para abrir normalmente nesta quarta-feira, informou nesta terça um porta-voz da instituição. A Nyse está fechada desde o início da semana por causa do impacto da supertempestade Sandy na Costa Leste dos Estados Unidos.

A reabertura do pregão físico da Nyse, mesmo que de forma restrita, é crítica para os mercados acionários norte-americanos por causa do papel central da Bolsa para empresas blue chip.

A Nyse, a Nasdaq OMX Group, a BATS Global Markets e a Direct Edge Holdings vão continuar testando um plano de emergência para o caso de o pregão físico não poder ser reaberto. Representantes das Bolsas pretendem fazer uma série de teleconferências para confirmar se será possível retomar os negócios, segundo pessoas envolvidas no processo.

O plano, que foi detalhado na noite passada, é diferente da proposta original da Nyse, que havia preocupado os corretores no fim de semana por causa de sua complexidade. A nova proposta é manter a Nyse fechada, mas com as funções de transações e leilões operando na Nyse Arca, a bolsa eletrônica da empresa.

Os contratos futuros de ações dos EUA foram negociados de madrugada em plataformas operadas pelo CME Group, com o encerramento dos negócios às 11h15 (horário de Brasília). As informações são da Dow Jones.