Mercados

Beyond Meat, de hambúrguer vegano, sobe 163% em estreia na Nasdaq

Interesse dos investidores pela startup de foodtech foi tamanho que mais ações foram ofertadas ao mercado

Hambúrguer vegetal da startup Beyond Meat. (Beyond Meat/Divulgação)

Hambúrguer vegetal da startup Beyond Meat. (Beyond Meat/Divulgação)

Karla Mamona

Karla Mamona

Publicado em 3 de maio de 2019 às 09h50.

Última atualização em 6 de maio de 2019 às 18h37.

São Paulo - A Beyond Meat, fabricante de hambúrgueres veganos, fez uma estreia surpreendente em Wall Street e mostra o apetite dos investidores por negócios ligados à foodtech, que utilizam da tecnologia para a criação de novos alimentos.

As ações da companhia fecharam em alta de 163% na Nasdaq no primeiro dia de negociação. Com isso, a empresa foi avaliada em 3,8 bilhões de dólares.  

Foram ofertadas 9,6 milhões de ações, bem acima da oferta planejada inicialmente que era de 8,8 milhões de ações. Os bancos que coordenaram o IPO foram Goldman Sachs, JPMorgan e Credit Suisse.

O IPO arrecadou 240 milhões de dólares e os recursos serão usados para ampliação da fábrica americana, expansão de pesquisas e desenvolvimento de produtos.

Além disso, o dinheiro dará munição para que a Beyond Meat se fortaleça frente aos concorrentes, como a foodtech Impossible Foods , do Vale do Silício.

Durante a estreia das ações na bolsa americana, Ethan Brown, fundador e executivo-chefe da Beyond Meat, afirmou que a carne à base de vegetais é de uma "enorme oportunidade para o crescimento econômico nos Estados Unidos e em todo o mundo".

Entre os investidores famosos da companhia estão o ator Leonardo DiCaprio e o fundador da Microsoft, Bill Gates, entre seus investidores. A Tyson Foods, maior processadora de carne dos Estados Unidos, detinha uma participação de 6,5% na Beyond Meat, mas na semana passada disse que vendeu sua participação, já que procura desenvolver sua própria linha de produtos protéicos alternativos.

Acompanhe tudo sobre:AlimentosBeyond Meatbolsas-de-valoresFoodtechsHambúrgueresIPOsNasdaqVeganos

Mais de Mercados

Ibovespa retorna aos 127 mil pontos com incertezas fiscais no radar; dólar sobe 1,56% a R$ 5,568

Ações da Volvo sobem 7% enquanto investidores aguardam BCE

Reunião de Lula sobre corte de gastos e decisão de juros na Europa: o que move o mercado

BC eleva o limite de operações de câmbio feitas em instituições não bancárias para US$ 500 mil

Mais na Exame