B3 (B3SA3) reajusta valor a ser pago em seus dividendos do segundo trimestre

A B3 anunciou o pagamento dos lucros ao investidor no dia 15 de setembro, mas aplicou um reajuste nesta quinta-feira
B3 (B3SA3) (Patricia Monteiro/Bloomberg)
B3 (B3SA3) (Patricia Monteiro/Bloomberg)
Roberto Bodetti
Roberto BodettiPublicado em 22/09/2022 às 18:25.

A B3 (Brasil, Bolsa, Balcão, B3SA3) comunicou ao mercado nesta quinta-feira, 22, um reajuste no valor pago em seus dividendos referentes ao exercício do segundo trimestre de 2022.

A B3 anunciou o pagamento dos lucros ao investidor por meio de um fato relevante divulgado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no dia 15 de setembro, onde o pagamento por papel era de R$ 0,02804535. Agora, com, o reajuste aplicado, cada ação da bolsa de valores brasileira irá pagar R$ 0,02811557 ao investidor.

Além disso, também houve um reajuste no pagamento dos seus juros sobre capital próprio referentes ao terceiro trimestre. Antes o valor pago pela companhia seria de R$ 0,05462271, após o reajuste, o pagamento será de R$ 0,05475947 para cada ação.

Com relação ao juros sobre capital próprio, é importante lembrar que há a taxação de 15% de Imposto de Renda na fonte sobre o valor pago, tornando o valor líquido a ser pago para cada ação o de R$ 0,04654555. Vale ressaltar que o imposto não se aplica à investidores que tem tributação diferenciada ou dispensados da tributação.

O pagamento dos dividendos será realizado e dos juros sobre capital próprio serão realizados no dia 7 de outubro de 2022, com base na posição acionária do dia 22 de setembro, sendo que a partir do dia 23 de setembro, as ações da companhia começaram a ser negociadas como "ex" proventos.

Resultados da B3 (B3SA3) no 2T22

Entre os meses de abril e junho, a companhia registrou um lucro líquido de R$ 1,22 bilhão, um recuo de 0,8% se feito um comparativo ano a ano.

A receita total do Brasil Bolsa Balcão foi de R$ 2,48 bilhões, resultado que representa uma queda de 7,1% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

No segundo trimestre do ano, a B3 registrou um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recorrente de R$ 1,66 bilhão, resultado que representa um recuo de 10% se comparado com aos R$ 1,85 bilhão registrados no mesmo período de 2021.

VEJA MAIS: