Acompanhe:

Bolsas internacionais iniciaram esta terça-feira, 9, em baixa após fortes dados do mercado de trabalho americano terem impulsionado o preço das ações por dois pregões seguidos.

Embora tenha gerado alguma expectativa de uma nova alta de juros em junho, nos Estados Unidos, a queda do desemprego americano alimentou a esperança de uma desaceleração mais leve, sem grandes estragos econômicos.  A saúde do sistema bancário americano, contudo, ainda segue como ponto de cautela no mercado.a

Nesta terça, investidores aproveitam para realizar lucros, antes da aguardada divulgação do Índice de Preço ao Consumidor dos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês) nesta quarta-feira, 10. Um dos principais termômetros da inflação americana, o dado deverá ser uma peça importante no quebra-cabeça do Federal Reserve.

Desempenho dos indicadores às 7h50 (de Brasília):

  • Dow Jones futuro (Nova York): - 0,38%
  • S&P 500 futuro (Nova York): - 0,36%
  • Nasdaq futuro (Nova York): - 0,41%
  • FTSE 100 (Londres): - 0,84%
  • DAX (Frankfurt): - 0,25%
  • CAC 40 (Paris): - 0,84%
  • Hang Seng (Hong Kong)*: - 2,12%

Ata do Copom

No Brasil, investidores devem repercutir nesta terça a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) da última quarta-feira, 3.

No comunicado da decisão, o Copom admitiu pela primeira vez que a  probabilidade de ter que voltar a subir juros ficou menor, mas ainda não sinalizou quando as taxas deverão começar a cair. Ainda de acordo com o último comunicado, os efeitos da política monetária demandam "paciência". 

Balança comercial da China

Durante a madrugada foram divulgados na China os dados referentes à balança comercial de abril, que ficou positiva em US$ 90,21 bilhões, bem acima das expectativas de US$ 71,6 bilhões. O resultado foi o efeito da alta de 8,5% nas exportações e da queda de 7,9% nas importações. A expectativa era de 8% de alta e 5% de queda, respectivamente.

Saudi Aramco

Maior petrolífera do mundo, a Saudi Aramco apresentou lucro de US$ 31,9 bilhões no primeiro trimestre, 19% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado. A queda de lucro foi atribuída à desvalorização do petróleo em relação ao primeiro trimestre de 2022, quando iniciou a guerra da Ucrânia.

O resultado foi divulgado nesta madrugada. As ações da Saudi Aramco encerraram em alta de 3% na Arábia Saudita. No Brasil, investidores aguardam pelo resultado da Petrobras, que será divulgado na quinta-feira, 11.

Calendário de balanço: Natura e mais

Quem divulgou seu balanço nesta manhã foi a Natura (NTCO3). A empresa registrou prejuízo de R$ 652 milhões no primeiro trimestre, pressionado pelo custo da dívida. O prejuízo foi 1,4% maior que o do mesmo período de 2022. Ainda divulgam balanços nesta terça: YDUQS (YDUQ3), Telefônica Brasil (VIVT3), Enjoei (ENJU3), Minerva (BEEF3) e Méliuz (CASH3). Todos após o encerramento do pregão.

Último pregão do Ibovespa

O Ibovespa iniciou a semana em alta, puxado por ações de commodities. O principal índice da B3 subiu perto de 1% nesta segunda-feira, 8, apoiado nas ações da Petrobras (PETR4) e da Vale (VALE3). 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC
seloMercados

Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC

Há 3 horas

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett
seloMercados

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett

Há 20 horas

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett
seloMercados

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett

Há um dia

Petrobras: produção de Mero vai chegar a quase 600 mil barris diários de produção
seloMercados

Petrobras: produção de Mero vai chegar a quase 600 mil barris diários de produção

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais