ARGENTINA x MÉXICO:

Seleções fazem jogo decisivo! Acompanhe lance a lanceVeja agora.

As melhores ações no setor de educação na bolsa, segundo o Deutsche Bank

Analistas não veem motivos fundamentalistas para a queda recente dos papéis
As ações da Estácio já subiram 34% apenas em 2012 (Ricardo Fasanello/EXAME.com)
As ações da Estácio já subiram 34% apenas em 2012 (Ricardo Fasanello/EXAME.com)
G
Gustavo KahilPublicado em 23/05/2012 às 10:12.

São Paulo – Os analistas do Deutsche Bank não veem motivos para a queda recente das ações do setor de educação na bolsa brasileira, mostra um relatório publicado nesta semana. O banco revisou para cima as estimativas para os papéis após um forte começo de ano impulsionado pelo FIES, o programa de financiamento estudantil do governo.

“Não vemos qualquer justificativa fundamental para a venda da última semana e mantemos a nossa visão positiva para as ações, mantendo a recomendação de compra para Kroton, Anhanguera e Estácio”, ressaltam Luis Felipe Bresaola e Josh Milberg. A Kroton é a preferida por conta da alta rentabilidade dos negócios de educação à distância.

Kroton (KROT11)

O banco elevou o preço-alvo para a empresa em 21%, para 27 reais, após incorporar o forte início de ano. A nova projeção para o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado agora é de 304 milhões de reais, 6,6% acima da estimativa anterior. A recomendação é de compra.

Anhanguera (AEDU3)

Segundo o Deutsche, a empresa deve continuar a mostrar bons números em 2012. “Assim como reiterado pela administração, nenhuma aquisição é esperada para o ano, favorecendo assim a geração de fluxo de caixa”, destacam. O Ebitda projetado é de 342 milhões de reais. O número é visto como conservador, mesmo estando no topo do esperado pela empresa. O preço-alvo é de 23,90 reais e a recomendação é de compra.

Estácio (ESTC3)

Os analistas ressaltam que as ações da Estácio ainda têm espaço para uma valorização adicional apesar da performance acima da média no ano. A disparada já chegou a 34%. “No último ‘Estácio Day’ realizado em abril, a administração reforçou o comprometimento de entregar um ganho de margem de 200 pontos-base para o ano”, lembra o banco. A recomendação é de compra e o preço-alvo estimado é de 24 reais.

Abril Educação (ABRE11)

A empresa que, ao contrário das demais, tem exposição ao ensino médio, é a única que não recebe a recomendação de compra. Segundo o banco, o segmento terá um crescimento mais lento porque não recebe muitos incentivos governamentais. A recomendação é de manutenção, com um preço-alvo de 27,75 reais.