Acompanhe:

Arezzo soma lucro líquido ajustado de R$ 103 mi no 3º trimestre, alta de 25,7%

A receita líquida da companhia atingiu R$ 1,137 bilhão entre julho e setembro, avanço de 46,3% em relação ao obtido no mesmo período do ano anterior

 (Arezzo/Divulgação)

(Arezzo/Divulgação)

E
Estadão Conteúdo

8 de novembro de 2022, 20h44

A Arezzo (ARZZ3) registrou lucro líquido ajustado de R$ 103 milhões no terceiro trimestre de 2022, alta de 25,7% ante o mesmo período do ano passado. O lucro líquido foi de R$ 98,8 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, por sua vez, totalizou R$ 170,2 milhões, crescendo 36% contra o terceiro trimestre de 2021. A margem Ebitda ajustada foi de 14,9%, queda de 1,2 pontos porcentuais. O Ebitda reportado foi de R$ 164 milhões.

A receita líquida da companhia atingiu R$ 1,137 bilhão entre julho e setembro, avanço de 46,3% em relação ao obtido no mesmo período do ano anterior.

A margem bruta da companhia ficou em 58,2%, uma expansão de 60 pontos base. Segundo a companhia, destaca-se o aumento da representatividade do canal de lojas próprias no mix de receitas o aumento nas vendas full price e o crescimento da categoria de vestuário nas vendas do canal, que possui margem superior à categoria de calçados.

No trimestre, as despesas gerais e administrativas ajustadas da Arezzo somaram R$ 71,7 milhões sob a base ajustada, aumento de 1,7% em relação ao mesmo período de 2021.

O retorno sobre capital investido (ROIC) ajustado ficou em 29,7% ante 27,6% em 2021, desconsiderando o ágio proveniente das aquisições da AR&CO, Carol Bassi e BAW, bem como créditos extemporâneos e elementos de caráter não recorrente.

A Arezzo encerrou o trimestre com um caixa líquido de R$ 135,6 milhões, ante uma dívida líquida de R$ 271 mi no mesmo período do ano passado. A relação Caixa Líquido/Ebitda foi de 0,2x.