Ágora revisa preço-alvo para Qualicorp e Cremer

Descontadas, ações da Cremer estão atrativas mas enfrentam problemas de liquidez

	A inadimplência é o principal ponto de preocupação para a Qualicorp
 (Marcos Santos/USP Imagens)
A inadimplência é o principal ponto de preocupação para a Qualicorp (Marcos Santos/USP Imagens)
Por Beatriz SouzaPublicado em 03/06/2013 10:35 | Última atualização em 03/06/2013 10:35Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - Após a apresentação dos resultados do primeiro trimestre, a Corretora Ágora refez as estimativas para a Qualicorp e para a Cremer

Em relação à Qualicorp (QUAL3), o analista Aloisio Villeth Lemos afirma que o nível de inadimplência continuará sendo o principal ponto de preocupação no curto prazo. “A expectativa é de que este indicador deve se deteriorar em termos anuais”, explica analista. O elevado nível verificado no primeiro trimestre de 2013 e a expectativa de aumento do nível dos preços cobrados pelos operadores privados de plano de saúde deve aumentar a inadimplência.

Apesar disso, o analista espera que a empresa apresente um forte resultado operacional, dada a entrada líquida de novos beneficiários e o forte controle de custos verificado no resultado do primeiro trimestre.

A recomendação de compra foi mantida, mas o preço-alvo foi reduzido de 24,60 reais para 23,80 reais.

Já para a Cremer (CREM3) o preço-alvo foi elevado de 16 reais para 18,50 reais. Após um ano difícil em 2012, com aumento das despesas e diminuição do crescimento da receita líquida, o resultado do primeiro trimestre de 2013 mostrou um cenário mais positivo impulsionado pelo processo de reestruturação que focou na melhora da rentabilidade e no aumento das vendas de produtos com maior valor agregado. 

“A melhora do resultado operacional, combinada com múltiplos mais descontados, tornam a ação mais atrativa quando comparada ao resto do setor”, explica Aloisio. No entanto, a liquidez pode ser uma limitação aos papéis, que por essa razão permanecem com a recomendação de manutenção.