Embraer salta 4% com acordo de até US$ 1,5 bilhão em financiamento da Apollo

Gestora americana deve investir no programa de financiamento dos clientes de jatos regionais
Embraer Phenom 300, um dos jatos desenvolvidos pela companhia (Avantto/Divulgação)
Embraer Phenom 300, um dos jatos desenvolvidos pela companhia (Avantto/Divulgação)
Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Publicado em 15/09/2022 às 11:36.

Última atualização em 15/09/2022 às 12:03.

As ações da Embraer (EMBR3) saltam perto de 4% e ficam entre as maiores altas do Ibovespa nesta quinta-feira, 15, com o anúncio de um novo financiamento para a linha de jatos.

A empresa comunicou ao mercado nesta manhã que assinou um acordo para receber investimentos de até US$ 1,5 bilhão de uma afiliada dos fundos da gestora americana Apollo no seu programa de financiamento dos clientes de jatos regionais.

A primeira grande transação sob a nova iniciativa é um acordo de venda e arrendamento para seis modelos E195-E2 para a Porter Airlines, com entregas programadas para 2023.

O foco é oferecer soluções em todo o espectro de financiamento de clientes e entregas. Entre as alternativas de financiamento, a Apollo oferece o PDP (Progress Delivery Payment, ou "Pagamentos Progressivos", numa tradução literal) e um conjunto de opções de arrendamento mercantil (leasing). 

“Atuando em estreita colaboração com a Embraer, a Apollo criou uma gama de opções de financiamento eficientes e econômicas que oferecem aos nossos clientes as soluções flexíveis de que precisam”, disse, em comunicado, Antônio Carlos Garcia, CFO da Embraer.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

O programa inclui ainda alternativas para explorar financiamentos voltados para projetos ESG (sigla em inglês para critérios que valorizam meio ambiente, social e governança) e desenvolvimento de tecnologias verdes.

Os papéis da Embraer acumulam queda de 38,4% nos últimos 12 meses. Em 2022, os papéis tem alta de 54,92%.

Veja também