Invest

Ações do First Republic Bank despencam 60% com temores de contágio

O temor do risco sistêmico tomou conta do mercado americano na manhã desta segunda-feira

Risco sistêmico: o governo americano garantiu que os clientes do banco terão acesso ao dinheiro de todos os depósitos a partir desta segunda-feira (TIMOTHY A. CLARY/ AFP via/Getty Images)

Risco sistêmico: o governo americano garantiu que os clientes do banco terão acesso ao dinheiro de todos os depósitos a partir desta segunda-feira (TIMOTHY A. CLARY/ AFP via/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 13 de março de 2023 às 08h47.

Última atualização em 13 de março de 2023 às 11h21.

O temor do risco sistêmico tomou conta do mercado americano na manhã desta segunda-feira, 13. As ações do banco First Republic Bank caíram 60% no pré-market.

Na noite de domingo, autoridades regulamentadoras nos Estados Unidos anunciaram o fechamento do segundo banco, o Signature Bank.  Entretanto, garantiram que os clientes do Silicon Valley Bank e do Signature Bank terão acesso total ao dinheiro.

O First Repuplic se pronunicou para  acalmar os investidores nervosos dizendo que o FED, banco central americano, está agindo e dessa maneira, o banco teve aumento de liquidez disponível para mais de US$ 70 bilhões.

Como o governo americano vai agir?

O Tesouro dos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed) e a Financial Deposit Insurance Corporation (Fidc) se pronunciaram sobre os acontecimentos recentes  disseram que vão "proteger integralmente" todos os depositantes que têm fundos no banco. O anúncio acontece alguns dias após os reguladores assumirem o controle da instituição.

De acordo com o comunicado, o governo americano garantiu que os clientes do banco terão acesso ao dinheiro de todos os depósitos a partir desta segunda-feira, 13, como parte de um plano para mitigar os efeitos da quebra do banco no sistema financeiro americano.  "Os depositantes terão acesso a todo o seu dinheiro a partir de segunda-feira, 13 de março. Nenhuma perda associada à resolução do Silicon Valley Bank será suportada pelo contribuinte", completou.

O pronunciamento do Tesouro dos EUA é um alívio para os depositantes do SVB, que já se questionavam se teriam acesso ao dinheiro, que era estimado em cerca de US$ 250.000, quantia normalmente garantida pelo FDIC.

Acompanhe tudo sobre:BancosBancos quebradosEstados Unidos (EUA)bolsas-de-valoresFed – Federal Reserve SystemSilicon Valley Bank (SVB)

Mais de Invest

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 53 milhões

O que é private equity e como funciona?

Quanto rendem R$ 20 mil por mês na poupança?

CD americano x CDB brasileiro: quais as diferenças e qual vale mais a pena investir

Mais na Exame