Alpargatas recua 4% após compra de participação em americana Rothy's

Transação foi considerada cara por parte dos investidores e dos analistas, mas há casas que mantiveram a recomendação de compra
Havaianas, da Alpargatas | Foto: Havaianas/Divulgação (Havaianas/Divulgação)
Havaianas, da Alpargatas | Foto: Havaianas/Divulgação (Havaianas/Divulgação)
D
Da redação, com agências

Publicado em 21/12/2021 às 13:03.

Última atualização em 21/12/2021 às 19:38.

As ações da Alpargatas (ALPA4), dona da Havaianas, recuaram 4,37% na B3 nesta terça-feira, 21, após a companhia anunciar acordo para compra de 49,99% da empresa americana Rothy's, que produz roupas a partir de materiais reciclados. Na cotação mínima do dia, os papéis chegaram a cair 11%.

A Alpargatas vai pagar 475 milhões de dólares por uma fatia na companhia, avaliando a Rothy's em 800 milhões de dólares (antes do investimento), de acordo com um fato relevante ao mercado divulgado na véspera. A operação foi considerada cara por parte dos investidores e dos analistas, o que acabou penalizando a ação. 

Apesar das quedas, a transação é “cautelosamente positiva” na opinião dos analistas do Bradesco BBI — a cautela vem do fato de que a Rothy’s não é uma marca com a qual os analistas em geral estejam familiarizados. Ainda assim, a primeira avaliação é a de que a aquisição é complementar ao negócio da Alpargatas além de aumentar sua participação nos Estados Unidos, maior mercado consumidor do mundo.

"Dito isso, existem alguns pontos de interrogação, como: qual o tamanho que a marca pode se tornar? A marca terá sucesso fora dos EUA? Como são os níveis de lucratividade atuais e futuros? A marca se tornará “icônica” [um dos principais testes que a administração da Alpargatas definiu para o M&A]? Também argumentaríamos que faria sentido financiar uma parte maior da aquisição com dívida em vez de capital, pois tornaria a estrutura de capital da empresa mais eficiente", avaliam os analistas em relatório.

O BBI mantém a recomendação de compra para o papel, que é uma das apostas principais da casa para o setor. O preço-alvo é de 58 reais — o que representa um potencial de valorização de 50% em relação ao preço de fechamento da véspera.

Empresas e instituições financeiras bilionárias estão em busca de profissionais de ESG. Saiba como entrar neste mercado na série Jornada Executivo de Impacto, inscreva-se aqui.

Analistas da XP Investimentos também enxergam o negócio como positivo, já que é o primeiro passo da Alpargatas para se tornar global, mas admitem que a avaliação da operação pode parecer cara para uma marca relativamente pequena como a Rothy's.

"A transação pode parecer cara. No entanto, a Rothy’s tem uma proposta de valor e custo de capital bastante diferente, sendo mais comparável com empresas como a Allbirds", escreveram eles. A XP manteve recomendação de compra para a ação.

(Com a Reuters)