Mercados

Ações da Sonae Sierra estreiam em queda na Bovespa

São Paulo - Após serem precificadas abaixo do piso da faixa inicialmente estimada, as ações da Sonae Sierra Brasil estrearam na Bovespa em baixa nesta quinta-feira.</p> Os papéis da empresa de shoppings centers recuavam 1,7 por cento às 11h39, a 19,66 reais. O Ibovespa <.BVSP> caía 0,25 por cento no mesmo horário. Na noite de […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de fevereiro de 2011 às 12h14.

São Paulo - Após serem precificadas abaixo do piso da faixa inicialmente estimada, as ações da Sonae Sierra Brasil  estrearam na Bovespa em baixa nesta quinta-feira.</p>

Os papéis da empresa de shoppings centers recuavam 1,7 por cento às 11h39, a 19,66 reais. O Ibovespa <.BVSP> caía 0,25 por cento no mesmo horário.

Na noite de terça-feira, a companhia informou que o preço por ação em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) ficou em 20 reais, abaixo do piso da faixa estimada entre 21,50 e 26,50 reais, conforme informações disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A empresa emitiu 23,9 milhões ações ordinárias em distribuição primária, movimentando 478,3 milhões de reais. Considerando o preço máximo sugerido no prospecto preliminar e o exercício integral de opções de lotes suplementar e adicional, a operação poderia ter alcançado 777,7 milhões de reais.

Trata-se do segundo IPO do ano no Brasil. Na segunda-feira, a fabricante de calçados Arezzo definiu valor de 19 reais para sua ação, no teto do intervalo previsto entre 15 e 19 reais. Em seu primeiro dia de negócios, as ações da fabricante de calçados femininos subiram 11,84 por cento e tiveram o terceiro maior volume do pregão.

A oferta da Sonae Sierra Brasil foi coordenada pelos bancos Credit Suisse (líder), JPMorgan e Itaú BBA, e contou ainda com Espirito Santo Investment Bank e Banco Caixa Geral Brasil.

A empresa, que tem como principais sócios a norte-americana Developers Diversified Realty e a portuguesa Sonae Sierra, retomou o processo de IPO no início de dezembro, após ter o prazo de um pedido anterior expirado. Os recursos obtidos com a oferta serão destinados a reforçar o caixa da companhia.

A Sonae Sierra possui participação majoritária na maioria dos shopping centers de seu portfólio --Boavista, Campo Limpo, Franca, Metrópole, Parque D. Pedro, Penha, Plaza Sul e Tivoli, no Estado de São Paulo, e Manauara, em Manaus--, sendo responsável pela administração de todos eles.

Acompanhe tudo sobre:ComércioEmpresasEmpresas portuguesasIPOsMercado financeiroShopping centersSonae SierraVarejo

Mais de Mercados

Vitória de Trump pode aumentar o preço do dólar, avalia Gavekal Research

Propostas de Trump podem pressionar inflação nos EUA, diz estrategista da BlackRock

Ibovespa opera em alta com ajuda de Petrobras (PETR4); Dow Jones bate recorde histórico

Estoque global de chips cai após Biden e Trump sinalizarem política mais rígida

Mais na Exame