Invest

Ações da Nvidia ainda têm 24% de potencial de alta, diz Bank of America

Banco dos Estados Unidos afirma que empresa deve dominar a computação nos próximos 10 anos.

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 7 de junho de 2024 às 11h23.

O impressionante rali das ações da Nvidia ainda está longe de acabar, segundo o Bank of America. O banco reiterou seu preço alvo de R$ 7.888 (aproximadamente US$ 1.500), implicando um potencial de alta adicional de 24% para as ações. A Nvidia continuará a dominar o mercado de computação no próximo ciclo de atualização, disse o banco. As informações são da Business Insider.

As ações da Nvidia ainda têm espaço para subir, mesmo após sua última alta para níveis recordes, já que a fabricante de chips parece estar a caminho de dominar o mercado de computação nos próximos anos, de acordo com o Bank of America.

O banco reiterou sua classificação de "compra" para as ações em uma nota na quarta-feira, acrescentando que a empresa liderada por Jensen Huang continua sendo uma das principais escolhas no setor de TI. Os estrategistas do BofA têm um preço-alvo de R$ 7.888 por ação em 12 meses, implicando um potencial de alta adicional de 24% em relação ao preço das ações na manhã de quinta-feira (6).

"A NVDA está melhor posicionada para permitir que a indústria de TI de R$ 17 trilhões (aproximadamente US$ 3 trilhões) entregue serviços de IA. Apesar das alegações dos concorrentes (AMD, Intel, chips personalizados ou ASICs), vemos a NVDA com uma vantagem de vários anos em desempenho, pipeline, incumbência, escala e suporte de desenvolvedores", disseram os estrategistas na nota.

18 meses de ótimos resultados

As ações da Nvidia têm sido imparáveis nos últimos 18 meses, desde que a OpenAI lançou o ChatGPT e desencadeou uma corrida armamentista em inteligência artificial. Os chips da Nvidia têm sido praticamente a única opção quando se trata de alimentar os modelos de inteligência artificial que capturaram a atenção dos consumidores e investidores de Wall Street.

Na quarta-feira (5), as ações atingiram novos recordes, com o valor de mercado total da empresa ultrapassando o da Apple para se tornar a segunda empresa mais valiosa do mundo.

As ações da Nvidia passarão por um desdobramento de 10 por 1 na sexta-feira (7), uma medida que pode ser um catalisador para ganhos adicionais, já que um preço por ação mais baixo atrai mais atenção dos investidores de varejo.

Previsões pessimistas para a Nvidia são raras, embora alguns analistas duvidem se a empresa pode manter seu crescimento desenfreado. As ações podem eventualmente sofrer uma queda acentuada à medida que enfrentam uma demanda em declínio e uma concorrência crescente no mercado de GPUs, alertaram analistas.

Acompanhe tudo sobre:NvidiaamdChipsInteligência artificialOpenAIbank-of-america

Mais de Invest

“Não tente acertar o futuro”: a lição de Howard Marks a investidores brasileiros

Renda variável x renda fixa: como escolher o que é melhor para mim?

“Continuamos acreditando que o governo vai fazer o certo”, diz CEO do Santander

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 65 milhões na poupança

Mais na Exame