Ações da Fiat sobem, CEO deixa de ir ao salão de Frankfurt

Operadores citando especulações sobre um negócio como a possível razão para o presidente-executivo Sergio Marchionne não ir ao salão do automóvel de Frankfurt
Sergio Marchionne, CEO da Fiat: fonte na empresa disse que Marchionne não iria ao evento por "compromissos de trabalho", sem dar mais detalhes (Alessia Pierdomenico/Bloomberg)
Sergio Marchionne, CEO da Fiat: fonte na empresa disse que Marchionne não iria ao evento por "compromissos de trabalho", sem dar mais detalhes (Alessia Pierdomenico/Bloomberg)
D
Da RedaçãoPublicado em 12/09/2013 às 08:08.

Milão - As ações da montadora italiana Fiat subiam nesta segunda-feira com operadores citando especulações sobre um negócio como a possível razão para o presidente-executivo Sergio Marchionne não ir ao salão do automóvel de Frankfurt.

Uma fonte na Fiat disse que Marchionne não iria ao evento por "compromissos de trabalho", sem dar mais detalhes.

Um operador em Milão disse que a ausência foi vista como uma surpresa dada a importância do evento. O operador acrescentou que Marchionne pode estar envolvido em negociações com um fundo para obter um acordo sobre a compra da participação na Chrysler que a Fiat ainda não detém.

Às 07h37 (horário de Brasília), a ação da Fiat subia 4,73 por cento.