Invest

Ação da Sabesp (SBSP3) alcança nova máxima a menos de 10 dias da precificação da oferta

Na máxima intradiária papel foi negociado a R$ 84,87; investidores aguardam privatização da companhia

Sabesp: ações da companhia têm dia de alta na bolsa (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket /Getty Images)

Sabesp: ações da companhia têm dia de alta na bolsa (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket /Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 9 de julho de 2024 às 15h19.

Última atualização em 10 de julho de 2024 às 08h14.

As ações da Sabesp (SBSP3) alcançaram uma nova máxima nesta terça-feira, 9. Os papéis subiram a até R$ 84,87 – maior cotação histórica para o papel ao longo de uma negociação de pregão. O papel fechou cotado a R$ 84,27 – outro recorde – superando a máxima histórica de fechamento anterior, de R$ 83,70, registrada em abril deste ano.

A disparada da ação aconteceu a menos de 10 dias da precificação da oferta que vai privatizar a companhia. Vale lembrar que a expectativa da oferta já vem há algum tempo puxando para cima os papéis da companhia. As ações da Sabesp acumulam alta de 14,4% no ano. 

Como será a reserva de ações da Sabesp

Nesta etapa, o governo do Estado de São Paulo irá colocar a mercado uma fatia de 17% da Sabesp.

O período de reserva de ações começou na semana passada, e os interessados em participar podem reservar os papéis até 15 de julho. Já a fixação do preço por ação acontece no dia 18 de julho, enquanto a liquidação da oferta será no dia 22.

Quem pode comprar?

Nesta etapa, podem reservar as ações os investidores não institucionais. A prioridade será para empregados e aposentados.

Como reservar

Os pedidos de reservas das ações da companhia podem ser feitos de duas formas: diretamente ou indiretamente. O investimento direto ocorre por meio de uma corretora ou banco. Já o investimento indireto seria via fundos FIA-Sabesp que as corretoras poderão criar para participar dessa operação.

Quanto posso investir na Sabesp?

A aplicação mínima é de R$ 100 e a máxima, de R$ 1 milhão para investimentos diretos. Já para investir nos fundos FIA-Sabesp, a aplicação mínima é de R$ 1 e a máxima, de R$ 1 milhão.

Vale a pena investir na Sabesp?

O investidor que desejar adquirir ações da Sabesp precisa ter um olhar de longo prazo segundo José Ronaldo, economista e professor do Ibmec-RJ. Isso porque a curto prazo já houve uma valorização do papel com a expectativa da privatização.

"A perspectiva de longo prazo em uma companhia do tamanho da Sabesp, que está na área mais rica do Brasil e que tem um bom potencial de aumento de eficiência com a privatização, tende se refletir em valor de mercado para a companhia. A longo prazo pode gerar ganho para o investidor."

Acompanhe tudo sobre:SabespAções

Mais de Invest

Programa Apoio Financeiro: Caixa paga parcela de R$ 1.412 a trabalhadores do RS

Receita libera consulta ao 3º lote de restituição do IR 2024 nesta semana

Ibovespa opera em alta de olho em relatório bimestral de despesas; dólar cai a R$ 5,554

Ações da Ryanair caem quase 15% após lucro da empresa desabar

Mais na Exame