• AALR3 R$ 20,24 -0.30
  • AAPL34 R$ 67,86 0.74
  • ABCB4 R$ 16,67 0.12
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,60 -0.28
  • AESB3 R$ 10,76 1.32
  • AGRO3 R$ 31,08 -0.10
  • ALPA4 R$ 20,93 0.48
  • ALSO3 R$ 19,03 0.11
  • ALUP11 R$ 27,28 -0.11
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 30,36 0.20
  • AMER3 R$ 21,95 -4.06
  • AMZO34 R$ 65,87 3.29
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,13 -0.84
  • ASAI3 R$ 15,92 0.13
  • AZUL4 R$ 20,10 -2.85
  • B3SA3 R$ 11,69 -2.75
  • BBAS3 R$ 36,82 -2.59
  • AALR3 R$ 20,24 -0.30
  • AAPL34 R$ 67,86 0.74
  • ABCB4 R$ 16,67 0.12
  • ABEV3 R$ 14,00 -0.92
  • AERI3 R$ 3,60 -0.28
  • AESB3 R$ 10,76 1.32
  • AGRO3 R$ 31,08 -0.10
  • ALPA4 R$ 20,93 0.48
  • ALSO3 R$ 19,03 0.11
  • ALUP11 R$ 27,28 -0.11
  • AMAR3 R$ 2,52 5.00
  • AMBP3 R$ 30,36 0.20
  • AMER3 R$ 21,95 -4.06
  • AMZO34 R$ 65,87 3.29
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,13 -0.84
  • ASAI3 R$ 15,92 0.13
  • AZUL4 R$ 20,10 -2.85
  • B3SA3 R$ 11,69 -2.75
  • BBAS3 R$ 36,82 -2.59
Abra sua conta no BTG

Caixa libera FGTS no financiamento imobiliário atrasado; veja como usar

A Caixa regulamentou o uso de recursos de contas do FGTS para a quitação de prestações em atraso no financiamento habitacional; veja regras
Financiamento: trabalhador poderá utilizar o FGTS para pagar até 12 prestações em atraso (Getty Images/Witthaya Prasongsin)
Financiamento: trabalhador poderá utilizar o FGTS para pagar até 12 prestações em atraso (Getty Images/Witthaya Prasongsin)
Por Karla MamonaPublicado em 28/04/2022 16:16 | Última atualização em 12/05/2022 16:42Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Caixa, agente operador do FGTS, regulamentou o uso de recursos de contas do fundo para a quitação de prestações em atraso no financiamento habitacional. Dessa maneira, será possível o pagamento de até 12 prestações do financiamento habitacional em atraso. A medida entrará em vigor dia 2 de maio até dia 31 de dezembro.

Pelas regras, o trabalhador poderá utilizar o saldo de suas contas do FGTS para negociar o pagamento de até 80% das prestações de financiamento habitacional em atraso, limitado a 12 prestações, consecutivas ou não. Após esse período, o trabalhador voltará a poder utilizar o saldo de suas contas do FGTS para realizar o pagamento de prestação nas situações em que existirem até três prestações em atraso. O valor das prestações em atraso deverá ser apurado na data da solicitação de utilização do FGTS.

A Caixa explica que caso a parcela de FGTS se torne superior a 80% da prestação, as diferenças devem integrar o saldo das parcelas ainda não utilizadas e serem corrigidas pelo índice adotado para rendimento das contas de poupança, devendo estar limitadas, no mínimo, à remuneração das contas vinculadas do FGTS, para abatimento em prestações subsequentes, ou para compatibilizar com uma nova utilização, observando-se rigorosamente o percentual máximo de 80% para abatimento em cada prestação.

As demais regras que regulamentam a utilização dos recursos das contas do FGTS para aquisição da moradia própria, liquidação, amortização ou pagamento de parte das prestações adimplentes de financiamentos habitacionais, permanecem iguais.

Como solicitar o uso do FGTS em caso de atraso?

Quem tiver com o financiamento em atraso, deve procurar o banco onde fez o financiamento habitacional e solicitar a utilização do seu FGTS para abater até 80% de cada prestação, até o limite de 12 prestações em atraso.

De acordo com a Caixa as condições para utilizar o FGTS são:

  • O valor de avaliação do imóvel deve ser de até R$ 1,5 milhão.
  • O trabalhador precisa ter 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS, ininterruptos ou não. Lembrando que não é necessário estar com contrato de trabalho ativo.
  •  Não pode possuir outro imóvel no município onde trabalha ou tem residência.
  • Não pode ter outro financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação – SFH.