Invest Pro

13º salário: Saiba o que fazer com a remuneração extra de fim de ano

O analista da Exame Research, Bruno Lima, dá dicas do que fazer com o benefício destinado aos trabalhadores CLT

13º salário: primeira parcela do benefício deverá ser paga até o dia 30 de novembro. (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

13º salário: primeira parcela do benefício deverá ser paga até o dia 30 de novembro. (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Conhecido como uma “gratificação de final de ano” ao trabalhador que está enquadrado na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o 13º salário é uma obrigação das empresas para com seus empregados. Muitas pessoas, entretanto, ficam em dúvida sobre o que fazer com o dinheiro. O analista da Exame Research, Bruno Lima, deu alguns conselhos para fazer bom uso dessa bonificação.

Segundo Lima, o destino do décimo terceiro depende muito da situação financeira da pessoa. "Para uma pessoa endividada, o ideal seria direcionar o máximo possível do 13º para quitar as dívidas. Se a pessoa não está endividada, mas ainda não possui reserva de emergência, meu conselho seria direcionar uma parte do seu 13º para começar a montar essa reserva", disse o analista.

A "reserva de emergência", citada por Lima, consiste em ter uma reserva, com boa liquidez, de um montante equivalente a 6 a 12 meses dos gastos mensais do indivíduo. Esta reserva serve para momentos de incertezas, como a pandemia do coronavírus, a perda de um emprego ou qualquer outra "situação de emergência", por exemplo.

"Apenas aqueles que já possuem reserva de emergência devem usar parte deste bônus para aumentar os seus investimentos", afirmou o analista.  Lima acrescentou que, para quem já investe, o ideal é respeitar o seu perfil de risco e analisar como seus investimentos estão distribuídos, respeitando o limite de concentração e tendo sempre uma diversificação saudável na carteira.

"O perfil de risco, também conhecido pelo termo em inglês suitability, ou ainda perfil de investidor, é uma análise que identifica quais são as preferências e as expectativas de alguém em relação aos investimentos que realizará. Esse termo equivale a nada mais que o nível de tolerância ao risco que um investidor apresenta.", diz o educador financeiro André Bona, que ensina este e outros conceitos chave de educação financeira no curso que ministra na Exame Academy, O Manual do Investidor.

Se por um lado um perfil mais conservador tende a investir mais em renda fixa, aqueles perfis com maior tolerância ao risco podem reservar uma parte maior de sua carteira à aplicações em renda variável.

Como head de renda variável na Exame Research, Lima coordena os relatórios enviados pela assinatura "Ações e Dividendos". O produto de recomendação de investimentos inclui análise de ações e empresas; quick calls - com oportunidades relâmpagos de investimentos de acordo com movimentos do mercado; um grupo exclusivo no Telegram para tirar dúvidas com especialistas; podcasts com versões resumidas de cada relatório e um plantão de dúvidas semanal. Os assinantes têm 10 dias de teste grátis.

Como é pago o 13º?

O 13º salário é pago em duas parcelas. A primeira parcela deste “bônus” é paga entre fevereiro e o dia 30 de novembro, segundo informações do Tribunal Superior do Trabalho. Já a segunda parcela é paga até o dia 20 de dezembro. Se o empregado contar com 15 dias de serviço, ele já tem direito a receber o 13º salário.

O cálculo do 13º salário é feito da seguinte maneira: a remuneração integral do empregado é dividida por 12 e tem o resultado multiplicado pelo número de meses trabalhados pela pessoa.

Vale destacar também que horas extras, adicionais (noturno, de insalubridade e de periculosidade) e comissões também entram no cálculo do 13º terceiro.

De acordo com a última pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e SPC Brasil, no ano passado, 32% dos brasileiros tinham como intuito, nesta época do ano, gastar o décimo terceiro com presentes enquanto 24% do público abordado na pesquisa afirmou que pretendia investir ou poupar o dinheiro.

Acompanhe tudo sobre:13-salárioExame ResearchInvestimentos-pessoais

Mais de Invest Pro

Gustavo Franco: Quem vai mandar na economia?

Mais na Exame