Invest

Quanto rende R$ 5 milhões na poupança? Veja agora

O rendimento da poupança é determinado pela taxa Selic, hoje em 10,5%

Com a Selic alta, o Tesouro Selic e CDBs podem ser mais interessantes (PM Images/Getty Images)

Com a Selic alta, o Tesouro Selic e CDBs podem ser mais interessantes (PM Images/Getty Images)

Publicado em 14 de junho de 2024 às 17h11.

A poupança é uma das opções de investimento mais tradicionais e seguras no Brasil. Apesar de sua popularidade, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre quanto realmente rende um valor significativo, como R$ 5 milhões, quando aplicado na poupança. Neste artigo, vamos analisar o rendimento de R$ 5 milhões na poupança com base na taxa Selic atual de 10,5% ao ano e compará-lo com outras alternativas de investimento.

Como funciona o rendimento da poupança?

O rendimento da poupança é determinado pela taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. Quando a Selic está acima de 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR). Atualmente, com a Selic a 10,5%, o rendimento da poupança segue essa regra.

Cálculo do rendimento da poupança

Para calcular o rendimento de R$ 5 milhões na poupança, precisamos considerar a fórmula de rendimento mensal e anual.

  1. Rendimento mensal: 0,5% ao mês
  2. TR atual: 0%

Com base nisso, o rendimento mensal é de 0,5%, ou seja, 0,005 em termos decimais.

  • Rendimento mensal em reais: R$ 5.000.000 * 0,005 = R$ 25.000

O rendimento anual pode ser calculado multiplicando o rendimento mensal por 12:

  • Rendimento anual em reais: R$ 25.000 * 12 = R$ 300.000

Portanto, R$ 5 milhões aplicados na poupança rendem aproximadamente R$ 300.000 por ano.

Comparação com outras opções de investimento

Comparar o rendimento da poupança com outras opções de investimento é essencial para tomar decisões financeiras informadas.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é uma das opções mais seguras e tem rendido próximo à taxa Selic. Com a Selic a 10,5%, o Tesouro Selic oferece uma rentabilidade superior à da poupança.

  • Rendimento bruto anual (próximo à Selic): 10,5%
  • Rendimento anual em reais: R$ 5.000.000 * 0.105 = R$ 525.000
  • Imposto de renda: 15% (para aplicações acima de 720 dias)
  • Rendimento líquido anual: R$ 525.000 - (R$ 525.000 * 0.15) = R$ 446.250

CDBs

Os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) podem oferecer rendimentos mais altos, especialmente quando atrelados a um percentual do CDI.

  • Rendimento anual a 100% do CDI: 10,5%
  • Rendimento anual em reais: R$ 5.000.000 * 0.105 = R$ 525.000
  • Imposto de renda: 15% (para aplicações acima de 720 dias)
  • Rendimento líquido anual: R$ 525.000 - (R$ 525.000 * 0.15) = R$ 446.250

Vantagens e desvantagens da poupança

Vantagens

  • Segurança: A poupança é garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até R$ 250.000 por CPF por instituição financeira.
  • Isenção de IR: O rendimento da poupança é isento de imposto de renda, o que é uma vantagem em comparação com outros investimentos de renda fixa.
  • Liquidez: A poupança permite resgates a qualquer momento, sem perda de rentabilidade.

Desvantagens

  • Baixa rentabilidade: Com a Selic alta, outras opções de investimento, como Tesouro Selic e CDBs, oferecem rendimentos significativamente superiores.
  • Perda de poder de compra: Em períodos de alta inflação, a rentabilidade da poupança pode não ser suficiente para manter o poder de compra do capital investido.

Por que é importante você conhecer a poupança

Aplicar R$ 5 milhões na poupança rende aproximadamente R$ 300.000 por ano. Embora a poupança ofereça segurança e isenção de imposto de renda, sua rentabilidade é inferior à de outras opções de investimento, como o Tesouro Selic e CDBs. É importante considerar essas alternativas e avaliar seu perfil de investidor para tomar decisões financeiras mais vantajosas.

Acompanhe tudo sobre:Guia de InvestimentosPoupançaSelic

Mais de Invest

Hapvida (HAPV3) vai investir até R$ 600 milhões em novos hospitais em SP e RJ

Ministério da Justiça realiza leilão de 54 quilos de ouro; veja como participar

5 frases que todo investidor precisa saber

"O mundo está passando por um processo grande de transformação", diz André Leite, CIO da TAG

Mais na Exame