O que são indicadores econômicos? Veja 4 tipos principais e para que servem

Entender mais sobre os indicadores econômicos é muito importante, especialmente para aqueles que querem começar a investir
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 30/07/2022 às 18:00.

Os indicadores econômicos são muito importantes na hora de avaliar corretamente uma empresa na qual se deseja alocar capital.

Por isso, entender mais sobre os indicadores econômicos é muito importante, especialmente para aqueles que querem começar a investir.

O que são Indicadores Econômicos?

Os indicadores econômicos consistem em múltiplos de mercado que ajudam investidores a se orientar, informando detalhes financeiros sobre a empresa. É fundamental na tomada de decisões na hora de investir, pois ajuda a avaliar a qualidade e o preço justo de um ativo.

Além disso, é possível comparar duas ações de um mesmo setor e ver qual delas oferece uma melhor oportunidade de investimentos.

De fato, esse processo é parte fundamental tanto para investidores profissionais quanto para aqueles que são iniciantes no mundo dos investimentos.

Sendo assim, alguns indicadores dão detalhes sobre a produtividade da empresa em relação aos seus custos, outros mostram a rentabilidade da empresa com suas operações e outros mostram o endividamento da companhia.

Portanto, entender o que são indicadores financeiros vai ajudar muito a escolher as melhores ações e ativos para investir.

Quais os tipos de Indicadores Econômicos?

Existem três principais tipos de indicadores econômicos:

  • Rentabilidade.
  • Lucratividade.
  • Endividamento.
  • Preço.

Indicadores de rentabilidade

Em primeiro lugar, os indicadores de rentabilidade medem quanto uma empresa está rendendo através de seus ativos.

Sendo assim, uma métrica fundamental é o ROE (retorno sobre patrimônio líquido), que pode ser calculado através dos demonstrativos financeiros da empresa. 

De fato, avaliar esse tipo de indicador é um passo muito importante na hora de escolher uma ação na bolsa de valores, por exemplo.

No cálculo do ROI é importante avaliar o lucro líquido dos últimos 12 meses e fazer a sua divisão pelo patrimônio líquido da companhia. O dado é oferecido em termos percentuais.

Além disso, existem outras formas de averiguar a rentabilidade de uma empresa, como o ROIC, o ROI e outros indicadores importantes. Tudo dependerá do foco que se busca dar na análise e do setor de atuação da empresa.

Indicadores de lucratividade

De fato, qualquer negócio deve gerar lucro para poder manter suas operações e crescer. Por isso, é importante avaliar essa métrica através dos indicadores de lucratividade quando se avalia uma empresa.

Nesse caso, é interessante avaliar as margens de uma empresa, pois assim é possível ver quanto a empresa gera de caixa a partir de sua receita. 

Entre os principais indicadores, estão a margem bruta (ajuda a compreender o lucro da empresa relativo aos custos variáveis), margem EBITDA (exlui juros, impostos, depreciação e amortização do cálculo) e margem líquida (quanto sobrou de lucro após todos os custos).

Sendo assim, analisar a margem de uma empresa é importantíssimo na hora de alocar capital em um ativo de renda variável

Indicadores de endividamento 

Além disso, os indicadores de endividamento fornecem dados sobre o lucro necessário para que a empresa consiga quitar suas dívidas.

Entretanto, vale lembrar que é benéfico para uma empresa tomar crédito, pois é possível para companhias conseguirem taxas muito atraentes. Mas gestores de fundos de investimentos observam com atenção esse endividamento.

De forma geral, usa-se muito a divisão entre endividamento líquido e patrimônio líquido. Esse indicador mostra quanto a empresa deve em relação a todo o seu capital.

Assim, um resultado acima de 3 pode indicar que a companhia está muito alavancada e, com isso, pode ter problemas caso não consiga quitar seus financiamentos.

Indicadores de preço

Por fim, os indicadores de preço são um pouco diferentes dos demais, pois é voltado para o mundo dos investimentos e não tanto para o operacional da companhia.

Investidores e gestores fazem cálculos para avaliar se o preço de uma ação tem potencial de crescimento, podendo assim avaliar se vale a pena investir nesse ativo ou não.

Esse tipo de técnica é chamada de valuation e tem muita utilização dentro do mercado financeiro. É possível usar várias técnicas de precificação: análise dos múltiplos, fluxo de caixa descontado, modelo de Gordon e outros. 

Cada forma diferente de valuation será mais voltada para um determinado objetivo. Além disso, é possível combinar métodos de precificação diferentes para ter resultados mais detalhados.

Portanto, esses indicadores são mais interessantes para aqueles que alocam capital na bolsa de valores para conseguir uma boa rentabilidade.

Para que servem os Indicadores Econômicos?

A função dos indicadores econômicos é muito ampla, servindo tanto para empreendedores e gestores de empresas quanto para investidores que querem comprar participações nas empresas. 

Em primeiro lugar, avaliar indicadores econômicos é importante para gestores de uma empresa compreenderem se ela está performando bem e se pode trazer rentabilidade com suas operações.

Por isso, existem até mesmo empresas especializadas nesse tipo de análise. Essas empresas prestam auditoria e auxiliam os gestores no direcionamento da companhia.

Além disso, conseguir calcular e interpretar esses indicadores é muito importante para quem quer investir em empresas, seja de capital fechado ou aberto.

Por exemplo: investidores anjo e fundos de private equity precisam ter conhecimento dessas métricas na hora de comprar participações em startups, empresas com alto potencial de crescimento.

Além disso, investidores e gestores de fundos de ações, por exemplo, podem verificar os balanços das empresas de capital aberto e verificar se uma empresa é um bom investimento.

Você ainda tem algum questionamento sobre os indicadores econômicos e suas funções? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

O que é taxa Selic?
O que é IPCA acumulado?
O que é IOF?