O que é um Market Mover e qual a sua importância nos investimentos?

Quem deseja começar a investir deve saber como os market movers atuam influenciando a economia
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 24/08/2022 às 18:00.

Market movers são forças capazes de movimentar o mercado financeiro e, com isso, afetar o desempenho das ações e outros investimentos.

Por isso, todo aquele que deseja começar a investir deve saber como os market movers atuam influenciando a economia.

O que são Market Movers?

Market movers são as forças capazes de afetar o mercado financeiro de forma geral, influenciando no preço tanto dos ativos de renda fixa quanto de renda variável. Esses influenciadores de mercado podem ser regionais ou globais e podem ser causados por uma série de fatores.

Dessa forma, a divulgação dessas informações pode modificar o preço das ações para cima ou para baixo, mostrando o impacto dos market movers.

Por exemplo: divulgação de balanços de blue chips, modificação no preço das commodities, medidas econômicas tomadas por bancos centrais e outras.

Sendo assim, entender sobre esses fenômenos como eles atuam no mercado de capitais é fundamental para alocar melhor o capital em renda variável.

Como funcionam os Market Movers?

Os market movers são fatores micro e macroeconômicos que influenciam direta ou indiretamente na performance das ações na bolsa de valores.

Por exemplo: se é dito que a inflação no mundo está muito elevada, os países tendem a aumentar a sua taxa de juros para controlar o consumo e, com isso, o preço das ações acaba diminuindo de valor.

Já um fator positivo, por outro lado, pode ser a divulgação de um balanço positivo em uma big tech americana, o que acaba deixando o mercado mais otimista e fazendo com que todo o mercado suba de cotação.

De fato, muitos acreditam que a influência dos market movers afetam apenas o mercado de ações, mas a verdade é que eles influenciam toda a economia.

Por exemplo: anúncios de mudanças na taxa de juros afetam o preço das ações, mas acabam influenciando também os ativos de renda fixa.

Exemplos de Market Movers

Existem vários tipos de market makers que influenciam a economia das mais variadas formas. Veja abaixo alguns casos.

1. Performance de grandes empresas

Existem empresas tão grandes e tão influentes para suas respectivas economias que seu desempenho acaba influenciando todo o mercado.

Por exemplo: a performance das big techs americanas, como Amazon, Apple e Google, acaba ditando o sentimento de mercado nos Estados Unidos.

Por outro lado, empresas brasileiras relevantes como Petrobrás e Vale acabam influenciando o mercado de ações brasileiro por sua relevância no Índice Ibovespa.

2. Conflitos internacionais

Guerras internacionais podem ocasionar pessimismo dos mercados globais, que temem por uma escalada nos conflitos. Assim, o mercado recua e tende a investir em ativos mais seguros, como fundos de renda fixa.

Além disso, conflitos como o da Rússia e Ucrânia, ocorridos em 2022, acabam dificultando o comércio de commodities, o que pode afetar diretamente a produtividade econômica.

3. Política eleitoral

Um ponto muito importante para qualquer país é a eleição de seus políticos. E, dependendo dos políticos eleitos, o mercado pode reagir positiva ou negativamente.

Por exemplo: no Brasil, é comum que os anos de eleição sejam muito conturbados, gerando uma volatilidade muito grande.

Além disso, todo o mundo presta atenção nos resultados das eleições norte-americanas, justamente por sua importância global.

No entanto, é nesses momentos que é possível comprar ativos em queda e conseguir uma rentabilidade maior com esses investimentos no futuro.

4. Atuação dos Bancos Centrais

Os bancos centrais possuem a importante missão de cuidar da política monetária de seus países, o que afeta diretamente a economia e o desempenho dos mercados.

Por exemplo: uma subida na taxa de juros pode prejudicar os ativos de renda variável e fazer com que mais pessoas busquem a renda fixa.

Além disso, o banco central pode emitir mais papel moeda e causar um aumento da base monetária, o que tende a desvalorizar a moeda local em relação a moedas internacionais, como o dólar ou o euro.

5. Desempenho do mercado dos EUA

Os Estados Unidos são o termômetro econômico do mundo, uma vez que são a maior e mais globalizada economia do planeta. Por isso, os acontecimentos nos EUA recebem olhos de todos os outros países do mundo.

Por exemplo: na crise do subprime em 2008, o mercado mundial sofreu de uma recessão econômica, muito embora a crise tenha ocorrido nos Estados Unidos.

Além disso, um otimismo no mercado americano aumenta a procura por ativos de renda variável, como ações na bolsa de valores.

Como analisar os Market Movers?

Para analisar market movers, é preciso entender mais sobre os assuntos relacionados com investimentos: economia, política, contabilidade, gestão de empresas e outros fatores.

Dessa forma, é possível entender os mecanismos por trás dos fatores que movimentam a bolsa de valores e o mercado financeiro como um todo.

Além disso, é preciso se informar com fontes confiáveis e se manter constantemente atualizado, seja através de jornais, revistas, TV ou sites na internet.

Assim, é possível acompanhar os market movers e verificar como eles podem impactar nos seus investimentos.

Você ainda tem alguma dúvida sobre os market movers e sua influência na economia? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

O que é insider trading?
O que é blockchain?
Quais são os principais riscos em investir em criptomoedas?