O que é alavancagem financeira? Saiba como funciona nas empresas e nos investimentos

A alavancagem também é usada para que empresas aumentem sua rentabilidade com recursos de terceiros
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 28/07/2022 às 11:00.

Última atualização em 28/07/2022 às 11:10.

Alavancagem é um termo muito usado por traders no mercado financeiro. Por isso, entender como ela funciona é muito importante.

E, de fato, a alavancagem também é usada para que empresas aumentem sua rentabilidade com recursos de terceiros.

O que é alavancagem?

A alavancagem consiste em um mecanismo no qual se usa mais dinheiro do que se tem disponível para realizar operações financeiras. Esse procedimento pode ser feito pelas empresas para crescerem suas operações e também por investidores para operar com derivativos.

Vê-se, portanto, que o conceito de alavancagem remete ao conceito de alavanca: é um objeto usado para ampliar algo. 

Independentemente de quem use esse procedimento (empresas ou investidores), é preciso saber como funciona a alavancagem e como fazê-la corretamente.

Também é preciso saber dos riscos financeiros desse procedimento, como o endividamento que pode até mesmo levar à falência

Por isso, a alavancagem tem importância muito elevada no mercado de renda variável, pois atua tanto no operacional das empresas como na cotação de suas ações.

Quais são os tipos de alavancagem?

Existem dois tipos de alavancagem: a que as empresas utilizam e a que investidores utilizam.

Sendo assim, é preciso entender quais são suas diferenças, suas semelhanças e também para que elas servem.

  • Alavancagem nas empresas

Um empreendedor pode desejar criar um negócio próprio. No entanto, se ele não tiver o capital necessário para o seu empreendimento, ele pode contratar um empréstimo para atingir esse objetivo. 

Ou seja: na alavancagem de empresas, os empreendedores pegam dinheiro de instituições financeiras para iniciarem ou crescerem suas operações.

Além disso, mesmo empresas grandes se alavancam para manter suas operações ou desenvolvê-las ainda mais. Assim, esse processo é chamado também de alavancagem operacional.

Por exemplo: existem diversas instituições que cuidam desse processo no Brasil, como os bancos e outras instituições financeiras.

Um caso, é o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que costuma oferecer taxas mais amigáveis do que outras instituições.

Empresas da bolsa de valores, por exemplo, podem buscar recursos com instituições financeiras para executar planos estratégicos e gerar ainda mais lucro.

  • Alavancagem nos investimentos

Por outro lado, a alavancagem nos investimentos possui algumas diferenças: nesse caso, ele pode conseguir uma alta quantia de dinheiro a partir de pequenos valores.

Nesse caso, a alavancagem na bolsa de valores funciona da seguinte forma: o investidor toma dinheiro emprestado da corretora para especular e, com isso, buscar grandes rentabilidades.

No entanto, esse é um processo arriscado, pois o tomador do dinheiro precisa pagá-lo caso sua operação dê errado. É uma atividade para aqueles que têm muito mais tolerância ao risco.

Assim, a alavancagem financeira pode tanto aumentar os ganhos do trader quanto criar dívidas muito grandes. Por isso, é preciso cuidado.

Por fim, é preciso ficar atento ao limite de alavancagem, um valor que a instituição financeira estipula de limite máximo para que o investidor faça suas operações com dinheiro que não é seu.

Vale a pena uma empresa se alavancar?

De fato, muitas pessoas acham que uma empresa aumentar um grau de endividamento é sinal de que ela passa por problemas financeiros. Mas nem sempre é assim. 

Em alguns casos, é preciso sim ficar atento ao endividamento excessivo das empresas. No entanto, em muitos casos é bom para as empresas contraírem dívidas.

Isso porque elas podem estar passando por um período de crescimento. Com isso, elas podem precisar de dinheiro para crescer suas operações e para isso se endividam e aumentam os seus lucros.

Portanto, fica claro que pode ser interessante para uma empresa se alavancar desde que ela possua a capacidade de honrar com esses compromissos financeiros. Assim, ela não vai à falência em casos de emergência.

Por fim, vale notar que a alavancagem nas empresas pode ser feita por companhias de todos os tamanhos – até mesmo por aquelas pertencentes ao índice Ibovespa.

Vale notar, ainda, que as empresas grandes possuem taxas de juros muito atrativas na hora de fazer financiamentos. Por isso, é normal que elas se endividem – e que isso seja até mesmo visto como algo saudável.

Vale a pena operar alavancado?

Operar alavancado é o tipo de atividade que pode trazer altos rendimentos para quem consegue acertar suas operações. No entanto, existem muitos riscos. 

O investidor pode, por exemplo, errar suas operações e acabar se endividando com a corretora. Dessa forma, ele precisará tirar o dinheiro do bolso para cobrir as suas perdas.

Isso pode ser muito perigoso para o investidor iniciante, que ainda não entende muito bem sobre o funcionamento do mercado de capitais e pode acabar se equivocando.

Dessa forma, quem deseja fazer esse tipo de operação deve estudar muito sobre o mercado e entender quais os riscos ao qual está sujeito.

Por isso, esse é um procedimento que deve ser feito com muito cuidado. Além disso, apenas pessoas com um perfil de investidor mais arrojado devem fazer esse tipo de operação.

Você ainda tem dúvida sobre o funcionamento da alavancagem nas empresas e nos investimentos? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

Estratégia de crescimento: o que as empresas fazem para crescer?
Companhias abertas: saiba as características desse tipo de empresa
O que é CEO?