Dica de Musk faz ação de empresa desconhecida disparar 1.100%

Fundador da Tesla recomendou uso de app de mensagem pelo Twitter e impulsionou cotação de outra empresa de mesmo nome

O homem mais rico do mundo não fez da Tesla apenas a montadora de carros mais valiosa do planeta. Um exemplo do poder de influência de Elon Musk se deu nesta semana com a recomendação para seus seguidores usarem um aplicativo de mensagens.

Quer saber quais as ações com maior potencial de valorização em 2021? Conte com a assessoria do BTG Pactual digital

Musk recomendou a seus quase 42 milhões de seguidores no Twitter na quinta-feira, 7, que “usem Signal”, sem dar maiores explicações. A referência foi a um aplicativo de mensagens que pertence a uma organização sem fins lucrativos e que serve de alternativa para apps populares como o Facebook Messenger e o WhatsApp. O tuíte foi curtido por quase 290.000 pessoas.

O tuíte de Musk, que superou nesta semana Jeff Bezos, da Amazon, como a pessoa com a maior fortuna do planeta, com mais de 190 bilhões de dólares, causou uma forte valorização das ações da Signal Advance: elas saltaram de 60 centavos de dólar na quarta para 7,19 dólares na sexta, uma valorização de 1.098% em dois dias. A ação com baixa liquidez é negociada em um mercado conhecido como OTC.

A procura foi tão grande que a Signal Advance, que desenvolve sensores para a indústria e a área médica, decidiu divulgar um comunicado esclarecendo que se tratava de um mal-entendido e que ela não era a empresa desejada pelos investidores.

O valor de mercado da Signal Advance saltou de 55 milhões de dólares para 660 milhões de dólares. Já o app recomendado por Musk foi desenvolvido pela Signal Foundation, uma organização sem fins lucrativos fundada em 2018 por Moxie Marlinspike e Brian Acton, um dos cofundadores do WhatsApp ao lado de Jam Koum.

O toque de influenciador de Musk se aplica também à sua principal companhia, a Tesla, líder mundial da produção e na venda de carros elétricos: a ação negociada na Nasdaq subiu 952% desde o fim de 2019, passando de 83,67 para 880,02 dólares na última sexta.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.