CSN e Gerdau devem se beneficiar de aumento do aço, aponta Credit

Valorização da commodity no mercado externo e demanda aquecida justificam reajustes e favorecem ganhos das empresas nos próximos meses

A forte recuperação nos resultados de siderúrgicas nos últimos meses deve continuar no primeiro trimestre de 2021 com prováveis novos reajustes nos preços de aço plano, o que beneficia empresas como a CSN (CSNA3) e a Gerdau (GGBR4). É o que afirmam analistas do Credit Suisse em relatório distribuído a clientes nesta quarta-feira, 23.

Quer saber quais as ações e os setores mais promissores para 2021? Conte com a assessoria do BTG Pactual digital

"Nossas entrevistas indicam que ao menos uma grande siderúrgica no Brasil oficialmente confirmou aumento de preços no início de 2021 para aços planos em torno de 5% em 1º de janeiro, 5% em 10 de janeiro e 10% em 1º de fevereiro. Além disso, negociações com montadoras devem levar a reajustes de preços de 30% a 35% em 2021", escrevem em relatório os analistas Caio Ribeiro, Gabriel Galvão e Gabriel Spillmann.

Os analistas apontam argumentos utilizados pelas siderúrgicas para justificar os aumentos: a valorização do aço em mercados internacionais (o chinês HRC subiu 27% no último mês), a escalada do preço do minério de ferro (insumo para a produção de aço) e a demanda aquecida que faz com que muitas siderúrgicas só consigam entregar produtos daqui a três ou quatro meses.

"As condições de demanda continuam muito firme no mercado doméstico, com as siderúrgicas parecendo confiantes quanto à sua sustentabilidade no primeiro trimestre de 2021, enquanto as importações continuam reprimidas", afirmam os analistas, que encerram o relatório:

"O momentum para ganhos está muito forte para o setor no quarto trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021 e nós preferimos estar posicionados em CSN e Gerdau dentro do setor de siderurgia no Brasil", completam.

As ações da CSN subiram 81% nos últimos três meses, enquanto as da Gerdau se valorizaram 16%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.