Por que definir um limite de gastos é importante independentemente da sua renda

Entenda como uma má administração das suas finanças pode gerar consequências ruins, e confira 4 dicas para cuidar do seu orçamento
Uma boa gestão da sua renda irá o ajudar a concluir metas e a poupar mais (Luis Alvarez/Getty Images)
Uma boa gestão da sua renda irá o ajudar a concluir metas e a poupar mais (Luis Alvarez/Getty Images)
Por Roberto BodettiPublicado em 15/06/2022 12:51 | Última atualização em 15/06/2022 12:51Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Para muitas pessoas, manter um controle das finanças pessoais pode ser uma tarefa desafiadora. Abuso de opções de parcelamento, uso de linhas de crédito sem necessidade e a ausência de economias são alguns dos maiores erros cometidos por aqueles que não têm controle do seu dinheiro.

Porém, viver uma vida sem administração de gastos pode trazer problemas sérios como dívidas ou até mesmo a falência. Isso é mais comum do que aparenta. No Brasil, o número de pessoas que possuem dívidas é alarmante.

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o número de famílias endividadas no Brasil cresceu em 10% entre abril de 2021 e 2022, totalizando 77,5%.

Não corra o risco de cair em dívidas! Acesse o Finanças+ e tenha controle da sua renda!

O estudo também mostra que os cartões de crédito são o maior vilão das finanças pessoais do brasileiro, responsável pelas dívidas de 88,8% de todas as famílias devedoras.

Mas engana-se quem acredita que os endividamentos são exclusivos de pessoas que possuem um patrimônio menor. Uma má administração de renda pode afetar a todos, até mesmo aqueles com um capital mais estabelecido.

Um exemplo disso são as diversas celebridades milionárias, que perderam toda sua fortuna por gastos excessivos, tal como Nicolas Cage e Mike Tyson. No caso de Cage, a péssima administração de sua riqueza o colocou em uma dívida de US$ 14 milhões de dólares com a Receita Federal dos Estados Unidos.

Cuide do seu dinheiro com facilidade e de graça, Use agora o Finanças+!

Então, o que fazer para cuidar melhor do dinheiro?

Uma boa gestão das finanças pessoais pode ajudar não só a evitar dívidas, mas a realizar sonhos com mais facilidade. Afinal, tendo um orçamento bem controlado, qualquer pessoa pode atingir as metas que estabeleceu.

E independentemente do tamanho do patrimônio, existem diversas maneiras para que qualquer pessoa possa gerir melhor as finanças.

Confira abaixo 4 dicas para cuidar melhor do seu patrimônio:

1 - Definir um limite de gastos

Comprar está cada vez mais fácil. Os aplicativos permitem o cadastro de cartões de crédito e, nas lojas presenciais, já é aceito pagamento por aproximação ou PIX. Porém, a facilidade de pagamento induz o consumidor às compras, fazendo com que a maioria das pessoas gaste mais do que deve. Então, definir um limite de gastos para todos os meses é crucial. Desta forma, parte da renda mensal é poupada, enquanto a outra parte pode ser usada livremente.

Para auxiliar no limite de gastos, é possível contar com ferramentas como o Finanças+ do BTG Pactual, uma ferramenta digital que auxilia na relação entre o usuário e o seu dinheiro. O Finanças+ analisa hábitos de consumo, traz sugestões, e lembretes que ajudam o consumidor a se organizar melhor.

Além disso, ele também classifica as despesas automaticamente de acordo com categorias, como alimentação e saúde, facilitando a visualização de quais setores trazem mais gastos mensalmente.

Por fim, o Finanças+ permite que o cliente estabeleça um limite de gastos no mês, definindo um teto por categoria. Desta maneira, não há o risco de consumismo desenfreado. Para baixar o Finanças+ gratuitamente, basta clicar no link abaixo.

Acesse agora o Finanças+ e tenha o real controle da sua renda.

2 - Tenha uma reserva de emergência

A reserva de emergência é o primeiro passo para uma vida financeira mais segura. Manter uma quantia guardada é necessário para atender casos inesperados como a perda de um emprego, situações médicas urgentes e viagens de última hora. Para criar uma reserva ideal, toda pessoa deve calcular quais são os seus gastos obrigatórios em um mês e juntar um montante equivalente a no mínimo 6 meses.

3 - Investir em educação financeira

Livros, podcasts com especialistas, matérias jornalísticas e cursos. Essas são algumas maneiras de aprender mais sobre finanças e que podem ajudar toda e qualquer pessoa a cuidar melhor do seu patrimônio. Os conteúdos ensinam a quitar dívidas existentes, poupar mais, ganhar renda extra mensalmente e a investir o capital acumulado.

4 - Investir

Além de poupar mais dinheiro, é muito importante aprender a aplicar essa quantia para que ela possa render mais. Contrário do que muitas pessoas pensam, existem investimentos com baixo risco, como é o caso dos ativos de renda fixa, como CDB’s e o Tesouro Direto. Com poucos cliques, qualquer pessoa pode criar uma conta em uma corretora digital e começar a multiplicar sua renda.

Administre com facilidade todo o seu patrimonio, conheça o Finanças+!

Veja Também

A verdade está no fundo de seus olhos
Invest Opina
Há 2 dias • 5 min de leitura

A verdade está no fundo de seus olhos

5 dicas para renegociar suas dívidas
Minhas Finanças
Há 3 dias • 3 min de leitura

5 dicas para renegociar suas dívidas