Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Soft skills: confira 3 dicas para desenvolver habilidades comportamentais

O relatório The Future Jobs, do Fórum Econômico Mundial, listou dez habilidades necessárias para profissionais atuais; todas são soft skills
Soft skills: empresas buscam profissionais que tenham bem desenvolvidas habilidades como liderança, empatia, trabalho em equipe, resiliência, reinvenção e espírito empreendedor (DrAfter123/Getty Images)
Soft skills: empresas buscam profissionais que tenham bem desenvolvidas habilidades como liderança, empatia, trabalho em equipe, resiliência, reinvenção e espírito empreendedor (DrAfter123/Getty Images)
D
Da Redação

Publicado em 26/11/2020 às 17:36.

Última atualização em 10/02/2021 às 18:22.

Há alguns anos, a habilidade mais exigida no mercado de trabalho era o conhecimento técnico sobre a área de atuação. Hoje, não mais. As chamadas soft skills, também conhecidas como habilidades comportamentais, são cada vez mais elementos definitivos na hora de contratar um colaborador. Atualmente, mais do que nunca, as empresas buscam profissionais que tenham bem desenvolvidas habilidades como liderança, empatia, trabalho em equipe, resiliência, reinvenção e espírito empreendedor.

“Ao longo do tempo as empresas foram percebendo que, quando as pessoas não tinham soft skills muito bem desenvolvidas, elas contribuiam para o baixo resultado das empresas. As companhias começaram a perceber a importância de desenvolver as pessoas, porque muitas vezes o que difere elas da concorrência não é a atuação em si, mas sim as pessoas”, afirma Lucedile Antunes, CEO da L. Antunes Consultoria & Coaching. 

A importância das soft skills se dá porque elas estão relacionadas à capacidade de o ser humano se relacionar e interagir entre si. O desenvolvimento das habilidades comportamentais permite a melhora em performances como vender ideias, se comunicar com clareza e objetividade, gerenciar emoções para minimizar impactos nos negócios e capacidade de lidar e resolver problemas. Com a combinação dessas competências, líderes conseguem trabalhar com seus times para entregar melhores resultados.

Confira cursos da EXAME Academy para ajudar na carreira e liderança

O relatório The Future Jobs, de 2016, do Fórum Econômico Mundial listou as dez habilidades necessárias para profissionais atuais. Todas são soft skills.

  • Pensamento crítico
  • Criatividade
  • Gestão de pessoas
  • Colaboração
  • Inteligência emocional
  • Julgamento e tomada de decisões
  • Orientação ao serviço
  • Negociação
  • Flexibilidade cognitiva
  • Resolução de problemas complexos

De acordo com Antunes, é provado pela neuroplasticidade que todo ser humano pode desenvolver novas habilidades, inclusive as soft skills. “Quando eu conduzo meus processos de coaching, de uma forma prática eu explico que nossos comportamentos são como nossos músculos. Temos músculos muito bem desenvolvidos e músculos que não foram tão estimulados ao longo da nossa vida. Os comportamentos são da mesma forma. Por exemplo, eu posso falar muito bem e me comunicar com maestria, mas posso ter dificuldades de gerenciar minhas emoções e praticar a empatia”, explica a especialista. No livro Soft Skills – Competências essenciais para os novos tempos, Antunes explica três maneiras de fazer isso. São elas: 

1. Tomar consciência das possibilidades

É necessário um movimento de consciência, de entendimento das possibilidades futuras e das enormes oportunidades que a vida nos proporciona para a evolução. Ponderar os prós e contras de continuar como está pode ser o início do processo de desenvolvimento das soft skills.

2. Sair da zona de conforto

Para buscar a melhor versão de si, o primeiro passo é estar aberto para sair da zona de conforto, em busca do desenvolvimento de novos comportamentos. Sem o desejo e a consciência de mudança, não é possível desenvolver habilidades nem mudar de posições, sejam na vida pessoal ou profissional. A habilidade é reforçada ainda pelo head da EXAME Academy, André Portilho. “Cada vez que você coloca a responsabilidade de seus problemas, frustrações e decepções em outra pessoa ou em alguma situação externa, você perde a chance de lidar você mesmo com o problema. Além disso, você perde a oportunidade de crescer e se desenvolver com este processo. Viver é a arte de resolver problemas e a partir do momento que você passa a encará-los como desafios e oportunidades de crescimento, sua vida muda”, afirma.

3. Buscar o autoconhecimento

Se autoconhecer significa reconhecer pontos fortes e fracos de si mesmo. O ser humano tende a manter os velhos e conhecidos padrões, mas para transformar hábitos e comportamentos é preciso aceitar a evolução como propósito. Evoluir significa olhar para a frente e fazer as mudanças necessárias para que haja uma transformação. Para Portilho, o autoconhecimento é uma das principais soft skills necessárias para o sucesso. “Quem não se conhece não tem os recursos necessários para lidar com as aventuras da vida. Só através do autoconhecimento nós somos capazes de entender nossos sentimentos e reações, e através desse entendimento construir um caminho de desenvolvimento e crescimento pessoal que vai nos possibilitar uma vida plena e menos miserável”, afirma o especialista.