Inteligência Artificial

Tinder terá inteligência artificial para escolher as fotos mais atraentes dos usuários

Com a novidade, a plataforma indica que a IA poderá se tornar um tipo de coach de paquera de quem usa a plataforma

 (Thomas Trutschel/Getty Images)

(Thomas Trutschel/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 2 de agosto de 2023 às 15h37.

Última atualização em 2 de agosto de 2023 às 15h42.

O Tinder está testando uma funcionalidade que utiliza inteligência artificial (IA) para selecionar fotos do álbum do usuário, escolhendo as cinco que melhor o representam para incrementar o perfil do trovador, segundo informações da companhia divulgadas nesta quarta-feira, 2.

Bernard Kim, CEO da Match Group, empresa dona do Tinder, enfatizou o papel inspirador da IA na empresa, permitindo a criação de novas experiências e a resolução de problemas essenciais no namoro online.

Usando o Tinder como exemplo, pois a empresa tem outros serviços de namoro, Kim observou que a seleção de fotos pode ser um ponto de ansiedade para os usuários, e a IA tem o potencial de eliminar essa dificuldade, ajudando a construir perfis que representem com precisão os usuários.

A Match Group está experimentando outras funcionalidades de IA que planeja lançar nos próximos meses. Uma delas é a capacidade de usar a IA para "apresentar o conteúdo certo para as pessoas certas, a fim de melhorar a relevância", conforme descrito em uma carta do CEO aos acionistas.

Novas funções pra paquera

No evento Reuters Momentum, no mês passado, o CPO do Tinder, Mark Van Ryswyk, deu a entender que o aplicativo de namoro poderia usar IA generativa para ajudar a escrever a biografia para aqueles que possuem dificuldades para se descrever.

Além disso, ele apontou um recente estudo do Tinder que mostrou que cerca de um terço dos membros disse que usaria  IA para ajudá-los a construir um perfil.

No entanto, a Match Group ressalta a necessidade de abordar trazer a IA como um tipo de coach de namoro de maneira cuidadosa, levando em consideração a autenticidade e as preocupações éticas e de privacidade.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialTinder

Mais de Inteligência Artificial

Cohere, rival canadense da OpenAI, levanta US$ 500 milhões e atinge valorização de US$ 5,5 bilhões

Nvidia desenvolve chip antiembargo para China e em conformidade com controles de exportação dos EUA

5 teorias malucas para explicar o "Grande Apagão Cibernético"

Loft apresenta simulador com IA no WhatsApp que encurta prazo de financiamento de 60 para 30 dias

Mais na Exame