Inteligência Artificial

Depois de ser indicada ao Prêmio Jabuti, arte feita por inteligência artificial é desclassificada

A edição de "Frankenstein" foi publicada pelo Clube de Literatura Clássica. As ilustrações foram feitas por uma ferramenta de IA chamada Midjourney

Livro ilustrado por IA é indicado ao Prêmio Jabuti 2023

Livro ilustrado por IA é indicado ao Prêmio Jabuti 2023

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 10 de novembro de 2023 às 14h06.

Última atualização em 10 de novembro de 2023 às 14h07.

A Câmara Brasileira do Livro (CBL), organizadora do Prêmio Jabuti, anunciou a desclassificação da edição de "Frankenstein" que concorria na categoria de Ilustração.

O motivo da exclusão, conforme divulgado pela CBL nesta sexta-feira, 10, é o uso de uma ferramenta de inteligência artificial (IA) na criação das imagens. A decisão surge em um contexto onde o uso de IA na produção artística gera debates globais, especialmente em relação aos direitos autorais.

A CBL esclareceu que o regulamento do prêmio não previa a avaliação de obras produzidas com auxílio de IA, levando a curadoria a deliberar sobre este caso inédito. A organização também destacou que a inclusão de ferramentas de IA nas regras será discutida para futuras edições do prêmio.

Vicente Pessôa, designer responsável pelas ilustrações de "Frankenstein", utilizou a ferramenta de IA Midjourney para criar as imagens. A obra, publicada pelo Clube de Literatura Clássica, estava entre os indicados ao Jabuti, revelados na quinta-feira (9). Pessôa concorria ao lado de ilustradores como André Neves, Bruna Ximenes, entre outros.

A revelação de que as ilustrações eram parcialmente criadas por IA causou controvérsia. André Dahmer, cartunista e jurado do prêmio, expressou em uma rede social que desconhecia o uso de IA na obra. Ele afirmou que teria avaliado o livro diferentemente se estivesse ciente da coautoria de uma ferramenta de IA. Dahmer também ressaltou a ausência de má fé na inscrição da obra, citando a menção da coautoria de "Vicente Pessôa e Midjourney" na ficha catalográfica do livro.

Os finalistas das diversas categorias do Prêmio Jabuti serão anunciados no dia 21 de novembro, com a cerimônia de premiação programada para 5 de dezembro no Theatro Municipal de São Paulo, com transmissão online. A desclassificação de "Frankenstein" abre um precedente importante para a discussão sobre o papel da IA na criação artística e literária, um tema que promete ser central nas próximas edições do prêmio.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialLivros

Mais de Inteligência Artificial

Ações da Samsung sobem após Nvidia 'analisar' chips da empresa

Como uma pintura feita por inteligência artificial virou hype mundial e foi vendida por R$ 2 milhões

Miss Inteligência Artificial: concurso premia criadores das IAs mais atraentes

Em um ano, Shutterstock fez US$ 104 milhões com inteligência artificial

Mais na Exame