Como o Twitter está se preparando para a posse de Joe Biden

Após Trump ser banido do Twitter e insistir em fraude nas eleições, rede social garantiu que a transferência de contas aconteceria normalmente

Na quarta-feira (20), acontece a posse de Joe Biden como 46º presidente dos Estados Unidos e da democrata Kamala Harris como vice.

O Twitter está se preparando para a transição de contas com cautela, devido aos acontecimentos das últimas semanas envolvendo o atual presidente Donald Trump, que teve sua conta pessoal permanentemente banida após promover indiretamente uma invasão ao Capitólio e publicar diversas informações falsas.

Todo presidente americano assume a conta @POTUS (sigla para "presidente dos Estados Unidos" em inglês) no primeiro dia de seu mandato. Porém, com Trump insistindo que as eleições foram fraudadas, ficou evidente para o Twitter que a transição da conta para Biden não seria tão simples quanto em outras transições de mandatos.

“Este ano, várias circunstâncias desafiadoras exigirão que a maioria das pessoas vivenciem esta cerimônia histórica virtualmente”, disse a empresa em uma postagem em seu blog.

“O Twitter servirá tanto como um local para as pessoas assistirem à posse e falarem sobre este evento político, quanto desempenhará um papel fundamental na transferência dos canais de comunicação oficiais do governo”, afirmou. O evento será transmitido ao vivo pelas contas @JCCIC e @BidenInaugural.

Mudança de contas

Depois de tomar posse, as contas do presidente e do vice (@VP) serão transferidas para Biden e Harris. O mesmo acontecerá com outras contas do governo, como o @WhiteHouse (conta da Casa Branca), @FLOTUS (em português, "primeira-dama dos Estados Unidos") e @PressSec (porta-voz da administração).

Com uma vice mulher, haverá pela primeira vez uma conta destinada ao segundo-cavalheiro. Douglas Emhoff, marido de Harris, assumirá a conta @SecondGentleman.

Arquivamento de tuítes

Como já é tradição no Twitter, a conta atual do presidente é arquivada em um usuário diferente para nenhuma publicação ser perdida. No caso de Trump, tudo ficará salvo na @POTUS45, mas o republicano também utilizou sua conta pessoal inúmeras vezes para falar sobre assuntos do governo — a mesma conta que foi permanentemente banida. Portanto, muitos tuítes do seu mandato não serão facilmente encontrados.

Nenhum seguidor para Biden

Diferentemente de Trump, que começou seu mandato em 2016 com os 17 milhões de seguidores da conta @POTUS de Obama, Biden irá começar do zero. O Twitter não explicou o porquê desta decisão, que também se aplica as outras contas oficiais do governo.

No dia da posse, todos os seguidores da @POTUS e das demais contas receberão uma notificação avisando o arquivamento dos tuítes com a sugestão para seguir as mesmas contas (agora sob outro controle). Atualmente, a conta do presidente Trump tem 33,3 milhões de seguidores.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.