Visa faz parceria com corretora cripto e vai oferecer cartão com cashback em bitcoin no Brasil

Cashback de 5% em bitcoin está entre as novidades propostas pelo Ripio Card, fruto da parceria entre a Visa e a corretora cripto Ripio
Visa será bandeira utilizada pelo Ripio Card (Philippe Wojazer/Reuters)
Visa será bandeira utilizada pelo Ripio Card (Philippe Wojazer/Reuters)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 24/08/2022 às 18:22.

A Ripio anunciou na última terça-feira, 23, o lançamento do Ripio Card, um cartão pré-pago internacional que permite aos usuários da plataforma a utilização do saldo de suas carteiras na plataforma para a realização de compras ao redor do mundo, sem taxa taxas de aquisição e mensalidade.

Lançado com exclusividade no Brasil em parceria com a gigante mundial de pagamentos Visa, o Ripio Card funcionará com as moedas fiduciárias, como o dólar e o real, já que a Ripio será responsável pela conversão das criptomoedas para os respectivos valores correspondentes à compra, em moedas oficiais.

(Mynt/Divulgação)

Em caráter promocional, os usuários do Ripio Card receberão 5% fornecidos pela Ripio como cashback de qualquer compra realizada, o que será feito por meio de créditos em bitcoin na carteira dos respectivos usuários do aplicativo até o próximo dia 31 de outubro, no limite de R$ 250.

A expectativa em torno do novo cartão, que é parte da estratégia do Grupo Ripio para ampliar o portfólio de produtos e serviços, é de que ele conquiste aproximadamente 250 mil usuários até dezembro, o que deverá representar um investimento em torno de R$ 1,5 milhão com o novo produto, de acordo com o Head Global de Novos Negócios do Grupo Ripio, Henrique Teixeira.

O executivo disse ainda que o cartão pré-pago da Ripio foi pensado tanto para quem já negocia criptomoedas, quanto para quem ainda não opera esses ativos digitais, mas tem interesse em começar.

“É um cartão simples de usar, sendo mais fácil do que ter que vender cripto primeiro e depois transferir o dinheiro para a carteira (App Ripio Wallet) e realizar a transação. O Ripio Card já está diretamente conectado a ela e todas as operações são realizadas a partir do saldo que está disponível lá, seja em cripto ou em reais”, acrescentou.

Segundo a Ripio, o uso do Ripio Card é liberado a todos os usuários da exchange, sem necessidade de análise de crédito para aprovação, além de ser de fácil recarga, possibilitar saques em dinheiro e ser aceito em todos os estabelecimentos que aceitam cartões Visa.

"Os portadores do Ripio Card terão uma rede de aceitação com mais de 80 milhões de estabelecimentos comerciais em todo o mundo. Esse formato de conta em reais e criptomoeda é inovador e torna a experiência do usuário ainda mais segura e conveniente. Conhecemos a Ripio em 2019 e é muito gratificante testemunhar a evolução dessa parceria numa solução tão robusta como esse cartão”, afirmou o vice-presidente de Novos Negócios da Visa do Brasil, Eduardo Abreu.

Para o cofundador e CEO do Grupo Ripio, Sebastian Serrano, a parceria com a Visa para a concepção do cartão faz parte da construção da nova economia digital, porque um dos objetivos da iniciativa é interligar a economia tradicional e a digital, contribuindo para tornar o mundo cripto cada vez mais acessível, prático e parte do dia a dia das pessoas.

“O lançamento do Ripio Card em parceria com a Visa é um motivo de muita comemoração. Queremos que o ecossistema cripto esteja cada vez mais presente na rotina das pessoas e que as transações envolvendo as criptomoedas ocorram de forma natural. Acreditamos que temos um produto com esse foco e repleto de benefícios, entre eles o cashback de 5% em BTC que é uma excelente ferramenta de rendimento para os usuários e certamente muito superior às opções oferecidas pelas instituições financeiras tradicionais”, argumentou.

No final de julho, a Ripio também anunciou que iria focar no desenvolvimento da Ripio Chain, uma sidechain baseada na rede Polygon (MATIC) focada em Web3, metaverso, tokens não fungíveis (NFTs) e jogos em blockchain, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok