Tokenizadora selecionada pela CVM dá início a operações no Brasil

A Vórtx QR, joint venture entre duas empresas, abriu hoje para interessados em ser emissores e clientes. A previsão de início das atividades é no mês que vem
A tokenizadora foi fundada em conjunto pela Vórtx, fintech de estrutura para o mercado de capitais com mais de meio trilhão de reais em ativos em sua plataforma, e a QR Capital, holding do setor de blockchain e criptoativos (EDUARD MUZHEVSKYI / SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)
A tokenizadora foi fundada em conjunto pela Vórtx, fintech de estrutura para o mercado de capitais com mais de meio trilhão de reais em ativos em sua plataforma, e a QR Capital, holding do setor de blockchain e criptoativos (EDUARD MUZHEVSKYI / SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)
Por Gabriel MarquesPublicado em 01/04/2022 17:04 | Última atualização em 01/04/2022 20:03Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Nesta segunda-feira, 1º, a primeira bolsa de ativos tokenizados dá início às suas operações no Brasil. A Vórtx QR foi selecionada pela CVM no final do ano passado para o seu sandbox regulatório, uma plataforma que permite que a exchange opere enquanto é monitorada ativamente pelo órgão. O primeiro estágio de operações da Vórtx QR permite que clientes e emissores interessados façam seu cadastro, e a previsão de lançamento é para o próximo mês.

A tokenizadora foi fundada pela Vórtx, fintech de estrutura para o mercado de capitais com mais de meio trilhão de reais em ativos na sua plataforma, em conjunto com a QR Capital, holding do setor de blockchain e criptoativos. Segundo as empresas, o projeto proporciona uma evolução da infraestrutura para a digitalização da atividade de intermediação de ofertas públicas como debêntures e cotas de fundos de investimento, incorporando tecnologia blockchain para transações mais seguras, inteligentes e transparentes. No total 12 emissores de ativos serão selecionados.

“Estamos embarcando muita tecnologia nesse projeto, de forma a tornar mais simples e com menor interferência todas as transações do nosso mercado. Este produto é pura inovação e cria a possibilidade de simplificar transações extremamente burocráticas e reduzir drasticamente os custos envolvidos. O processo de tokenização veio para ficar e vai mudar a forma que as pessoas fazem investimentos”, comentou Juliano Cornacchia, CEO e cofundador da Vórtx.

Fernando Carvalho, CEO da QR Capital, acredita que a parceria das empresas para o desenvolvimento da tokenizadora as deixa mais próximas do propósito de aproximar o mercado cripto do tradicional. “Este é mais um passo importante do mercado cripto em direção a uma futura e ambiciosa fusão com o mercado tradicional. A tecnologia blockchain facilita a criação de ambientes de negociação mais eficientes, seguros e menos onerosos, tornando tudo mais simples tanto para o investidor quanto para o emissor”, disse ele.

As atividades realizadas pela tokenizadora, além de reguladas, serão realizadas diretamente pelos usuários investidores ou emissores.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok