The Merge: 'Investidores que esperavam impacto imediato ficarão decepcionados', diz CEO da Binance

Nomes relevantes no setor de criptomoedas comentam impactos imediatos de evento histórico de atualização do 2º maior blockchain do mundo
Changpeng Zhao é CEO da Binance, maior corretora cripto em valor de mercado (Bloomberg/Getty Images)
Changpeng Zhao é CEO da Binance, maior corretora cripto em valor de mercado (Bloomberg/Getty Images)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 16/09/2022 às 11:16.

Conforme adiantou em uma análise exclusiva ao Cointelegraph Daniel Carius, COO da Ribus, os investidores do Ethereum adotaram o clássico comportamento de 'comprar o boato e vender a notícia', com relação ao The Merge e, desta forma, enquanto o preço do Ethereum registrou grandes altas até a ativação do Merge, depois dele, o preço despencou.

"A conclusão que tiramos de como os institucionais que usam estratégias sofisticadas de exposição a criptomoedas como as opções, é que os mesmos estão até o momento adotando o famoso comportamento de “Comprar no Boato e vender no Fato”, disse Carius cerca de 20 dias antes da ativação do Merge.

Segundo dados do CoinMarketCap, nas 24h depois da ativação do The Merge o preço chegou a cair mais de 10%.

(Mynt/Divulgação)

Agora, depois do The Merge ativado, grandes personalidades do mercado de criptomoedas alertam que o hype pode e converter em decepção para grande parte do mercado, principalmente dos investidores de varejo que entenderam mal o que de fato o The Merge iria realizar.

Em uma nova entrevista à CNBC, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, disse que os investidores que esperam que o Merge tenha um impacto imediato no ecossistema da Ethereum ficarão desapontados, especialmente se acreditarem que as taxas de gás drasticamente mais baixas serão implementadas instantaneamente.

“Muitas pessoas têm expectativas de curto prazo muito altas para a fusão, eles acham que as taxas de gás do Ethereum cairão de US$ 10 por transação para US$ 0,02 da noite para o dia. É muito provável que isso não aconteça. É um processo longo", disse.

Segundo ele aponta a atualização do Ethereum leva vários estágios ao longo de vários meses ou anos. De acordo com Zhao novas atualizações para o ETH no futuro o aproximarão do que as pessoas esperavam para já.

“Mas quando as outras atualizações, como o sharding, entrarem em ação, é quando esperamos que essas taxas caiam, o que é um desenvolvimento fantástico para o setor.”

Momento gigantesco para a Web3

Independente no impacto do The Merge no valor do Ethereum, Camila Rioja, Líder da Fundação Celo na América Latina, destacou que a atualização chega para resolver a maior parte dos problemas da versão que é utilizada atualmente.

“É importante não avaliar a Ethereum Merge como um evento singular, mas sim como um capítulo na evolução maior e contínua do Ethereum. Este momento é gigantesco para a Web3 – a transição para o proof-of-stake (PoS) mitiga as preocupações climáticas, pavimentando o caminho para que mais protocolos layer 1 sigam o exemplo, enquanto essa barreira comum de entrada para a adoção geral da Web3 é reduzida. Só isso já vale a pena comemorar”, disse.

Quem também comemorou a atualização sem se importar com o preço do ether foi João Marco Braga da Cunha, gestor de portfólio da Hashdex.

"Sobre o mercado, ter uma oscilação após o evento é normal. Tinha muito trader esperando para desmontar posições. É aquele famoso bordão: compra no boato e vende no fato. Mas até agora todas as indicações são de que a rede está funcionando bem. O sucesso dessa atualização abre portas para outras futuras melhorias que aumentarão muito a capacidade de processamento de transações. Fora a questão do consumo de energia, que é muito importante para alguns investidores", disse.

Alex Buelau, co-fundador e CTO da Parfin, também destacou que o hard fork foi uma conquista impressionante, algo que foi planejado desde a concepção do Ethereum oito anos atrás, extremamente difícil de ser feito do ponto de vista técnico, de forma que garantisse segurança e a descentralização da rede.

"Havia muita apreensão sobre o que aconteceria com o preço, muita gente acreditando que seria mais um caso de “compre o rumor, venda a notícia”, que é muito comum em cripto, ou seja, pessoas compram o asset em antecipação a um certo evento, mas assim que o evento ocorre, eles vendem. A expectativa é muito positiva, uma das coisas que o merge traz também é a redução da quantidade de Eth produzido diariamente em mais ou menos 80%, que reduz a oferta do Eth e, como consequência, empurra os preços para cima", apontou.

Já Caio Villa, co-fundador e CIO da Uniera, destacou que um dos fatores mais importantes em relação ao merge é a credibilidade já que a atualização funcionou conforme o programado, com vários testes, competências e em uma DAO, uma organização autônoma descentralizada.

"Sobre a questão do preço, se a gente observar, desde junho desse ano, passou de U$ 800 para U$ 1600 agora, não teve uma grande explosão, porque o período em que estamos é horrível, inclusive, as previsões da Uniera foram de um mês bastante ruim, talvez tenha algum alívio na segunda quinzena de outubro", afirma.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok