Tesla começa a aceitar dogecoin e preço da criptomoeda-meme dispara

Fãs da marca de carros elétricos agora podem comprar itens como carregadores de celular, quadriciclos infantis, roupas, acessórios e outros produtos promocionais da marca com a criptomoeda dogecoin
Elon Musk é um grande defensor da dogecoin nas redes sociais (Bloomberg/Getty Images)
Elon Musk é um grande defensor da dogecoin nas redes sociais (Bloomberg/Getty Images)
C
CoindeskPublicado em 14/01/2022 às 10:24.

Os pagamentos com dogecoin foram disponibilizados na loja da Tesla na madrugada desta sexta-feira, 14, fazendo com que o preço da criptomoeda-meme mais famosa do mundo disparasse 11%.

A página oficial da loja de merchandising da fabricante de veículos elétricos agora exibe os preços dos itens em dólar e em dogecoin. Uma fivela de cinto, por exemplo, custa 835 DOGE (aproximadamente 155 dólares); já o quadriciclo infantil Cyberquad é vendido por 12.020 DOGE (aproximadamente 3.000 dólares), enquanto um apito sai por 300 DOGE (aproximadamente 57 dólares).

(Tesla/Divulgação)

A dogecoin é negociada por US$ 0,19 no momento e é a 11ª maior criptomoeda do mundo, com uma capitalização de mercado de 24 bilhões de dólares.

A mudança na loja online ocorre quase um mês depois que o CEO da Tesla, Elon Musk, disse em dezembro de 2021 que a fabricante de carros elétricos aceitaria dogecoin como pagamento por seus produtos promocionais. “A Tesla fará alguns produtos que dá pra comprar com doge e ver como vai ser”, disse ele na época.

No início do ano passado, a Tesla passou a aceitar bitcoin como pagamento por seus carros elétricos. O projeto teve vida curta em meio a crescentes preocupações sobre o uso de energia elétrica do blockchain do Bitcoin e logo foi descartado.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok