Future of Money

Startup de Web3 investida pelo BTG anuncia executivo ligado aos esports

Rodrigo Terron é conselheiro estratégico na Los Grandes, equipe famosa de esports; executivo agora será Chief Growth Officer na Lumx

Caio Barbosa, co-CEO, Rodrigo Terron, CGO e Gabriel Polverelli, co-CEO, da esquerda para a direita (Lumx Studios/Divulgação)

Caio Barbosa, co-CEO, Rodrigo Terron, CGO e Gabriel Polverelli, co-CEO, da esquerda para a direita (Lumx Studios/Divulgação)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 14 de novembro de 2023 às 15h02.

Última atualização em 16 de novembro de 2023 às 10h54.

A Lumx anunciou nesta terça-feira, 14, a inclusão de Rodrigo Terron como Chief Growth Officer da startup que recebeu investimento do BTG Pactual e segue se destacando no setor da Web3, classificada por especialistas como a “nova fase da internet”.

Terron foi reconhecido pela Forbes Under 30 e possui um vasto histórico em startups, empresas de tecnologia e games.

  • Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Antes de sua adesão à Lumx, Terron desempenhou um papel fundamental na Rocketseat após a fusão com a Shawee, empresa da qual foi fundador. Ele também é investidor de startups e conselheiro estratégico na Los Grandes, uma equipe famosa de esports no Brasil.

"Conheço a Lumx desde a sua fundação. Mais do que uma startup, a empresa tem consolidado um posicionamento de liderança em uma indústria em pleno desenvolvimento. Acredito que a web3 é a evolução do que chamamos de internet e, para esse novo cenário, precisamos evoluir em infraestrutura. Tenho certeza de que a equipe da Lumx está preparada para isso. Assumir o papel de executivo voltado para o crescimento está alinhado com os meus próximos objetivos de carreira e sinto que posso contribuir significativamente com este time incrível”, disse Rodrigo Terron, novo Chief Growth Officer da Lumx, em um comunicado.

Histórico de destaque na Web3

A Lumx é uma das startups brasileiras mais bem posicionadas no setor da Web3. Investida pelo BTG Pactual, a Lumx vinha se destacando nos negócios envolvendo a tecnologia blockchain muito antes, com um portfólio que inclui nomes como Ambev, Elo, Meta, Nestlé, Coca-Cola e o sucesso dos NFTs da Reserva.

“A chegada do Terron à nossa equipe marca um momento crucial para a Lumx. Nos últimos meses, empenhamo-nos intensamente em refinar nosso posicionamento, destacando nosso compromisso em desenvolver uma infraestrutura blockchain facilmente aplicável, segura e escalável, não só para o mercado brasileiro, mas também para toda a América Latina. A vinda dele é fundamental para fortalecer a escalabilidade de nossos produtos e nosso crescimento fora do Brasil. Já nutríamos uma grande admiração profissional por ele, e agora, com grande entusiasmo, anunciamos oficialmente sua entrada como sócio da Lumx”, disse Caio Barbosa, co-CEO da Lumx.

yt thumbnail

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:StartupsWeb3BlockchainNFTs

Mais de Future of Money

Stablecoins representam o maior volume de lavagem de dinheiro com criptoativos, aponta pesquisa

NFTs de Donald Trump disparam após ex-presidente sobreviver a ataque nos EUA

CEO da BlackRock reconhece erro sobre bitcoin e vê ativo como "ouro digital"

"Fator Trump" cria volatilidade, mas pode fazer bitcoin disparar, diz gestora

Mais na Exame