Ripio capta US$ 50 milhões com CEO do Mercado Livre e outros investidores

Após superar a marca de 2 milhões de clientes, Grupo Ripio anuncia captação de US$50 milhões em sua mais recente rodada de investimentosRipi
 (Frank Lee/Getty Images)
(Frank Lee/Getty Images)
L
Lucas Josa

Publicado em 20/09/2021 às 18:05.

Última atualização em 20/09/2021 às 18:34.

Uma das pioneiras do setor de criptoativos na América Latina, a Ripio, anunciou a captação de 50 milhões de dólares em sua mais recente rodada de investimentos, que foi liderada pelo Digital Currency Group (DCG), um fundo de venture capital, e contou com a participação de Marcos Galperin, fundador e CEO do Mercado Livre, que agora investe diretamente na companhia do setor de criptoativos.

Além de Marcos e do Digital Currency Group, a series b da Ripio contou também com a participação de Martin Migoya, fundador e CEO da Globant, que se juntou ao rol de investidores do Grupo Ripio, que possui outros nomes de peso, como Tim Draper, fundador da empresa de capital de risco Draper Fisher Jurvetson, que também participou de rodadas de investimento de grandes companhias, como Twitter, Tesla e Coinbase.

Segundo o Grupo Ripio, o investimento ajudará a fortalecer a posição da companhia no mercado da América Latina, que acaba de ultrapassar a marca de 2 milhões de usuários, distribuídos predominantemente entre seus dois principais mercados, Argentina e Brasil.

Além disso, a captação de 50 milhões de dólares também possibilita a continuidade da expansão da companhia na América Latina, com ênfase para México, Colômbia e Uruguai, principalmente após a consolidação de suas atividades no mercado brasileiro após a aquisição da BitcoinTrade, uma das principais corretoras de criptomoedas do Brasil.

“Estamos muito felizes em continuar consolidando nosso relacionamento com os investidores que impulsionaram nosso crescimento desde o início”, afirma Sebastián Serrano, cofundador e CEO da Ripio e uma das principais referências do mercado cripto no continente. “Esta rodada é um avanço natural que nos permite continuar construindo e expandindo nossos produtos na região, com a missão de ampliar o acesso ao mundo cripto, criando ferramentas simples e oferecendo recursos educacionais de qualidade para conhecer o universo cripto”, completou.

Siga o Future of Money nas redes: Instagram | Twitter | YouTube