Regulador britânico faz alerta sobre golpes com criptomoedas: ‘risco de perder tudo’

Financial Conduct Authority (FCA) emitiu comunicado sobre riscos de investir em produtos relacionados ao mercado de criptoativos com promessas de lucros exorbitantes garantidos

Após proibir a negociação de derivativos de bitcoin e outros criptoativos por empresas sediadas no Reino Unido, a Financial Conduct Authority (FCA), órgão regulador financeiro da região, emitiu comunicado nesta segunda-feira (11) sobre os riscos de investir em produtos de criptoativos que prometem altos retornos financeiros.

“A FCA está ciente de que algumas empresas estão oferecendo investimentos em criptoativos, ou fazendo empréstimos e investimentos associados aos criptoativos, que prometem altos retornos”, diz o texto. “Se os consumidores investirem nesses tipos de produtos, eles devem estar preparados para perder todo o seu dinheiro.”

O comunicado é focado em produtos relacionados ao mercado cripto, e não à negociação dos criptoativos em si. A autoridade trata de sites e pessoas que oferecem produtos e serviços ligados a este mercado, com propostas de ganhos fáceis e fora da realidade, mas que na verdade se tratam de golpes, fraudes ou simplesmente propaganda enganosa: “Os consumidores devem ser cautelosos se forem contatados ‘do nada’, pressionados a investir rapidamente ou ouvirem promessas de retornos que pareçam bons demais para ser verdade”, diz o texto da FCA.

O órgão afirma que os consumidores devem se certificar de que entendem em quê estão investindo e os riscos associados, como devem fazer com todos os investimentos especulativos e de alto risco dos quais participem. O comunicado também fala da alta volatilidade do mercado de criptoativos e cita a dificuldade de determinar o valor dos mesmos de forma confiável, o que, segundo o texto, “aumenta o risco de perdas”.

A FCA ainda afirma que, ao investir nos tipos de produto citados, que não são regulamentados, os consumidores não terão acesso ao serviço de Ombudsman ou ao sistema de compensação financeira da instituição caso algo dê errado.

Em outubro de 2020, a FCA proibiu a negociação de derivativos de criptos em empresas sediadas no Reino Unido. A determinação começou a valer no último dia 6 e não interfere na negociação de compra e venda do s ativos digitais.

No curso “Decifrando as Criptomoedas” da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da Exame, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. O especialista usa como exemplo o jogo Monopoly para mostrar quem são as empresas que estão atentas a essa tecnologia, além de ensinar como comprar criptoativos. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.