Queridinha de Wall Street erra aposta em empresa de criptomoedas e prejuízo supera US$ 280 milhões

Cathie Wood, criadora da ARK invest, vendeu mais de 1,4 milhão de ações da Coinbase após queda no início da semana; prejuízo da operação supera US$ 280 milhões
 (Alex Flynn/Bloomberg/Getty Images)
(Alex Flynn/Bloomberg/Getty Images)
G
Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 27/07/2022 às 12:50.

Última atualização em 27/07/2022 às 12:51.

Eleita a melhor selecionadora de ações (ou "stock picker", em inglês) pela Bloomberg em 2020, Cathie Wood é uma das queridinhas de Wall Street, mas como qualquer investidor, ela não acerta sempre. E um erro recente da fundadora e CEO da bilionária gestora Ark Invest custou caro. Mais exatamente US$ 280 milhões (R$ 1,48 bilhão) - e tudo graças ao investimento em uma empresa do mercado de criptomoedas.

Cathie Wood ficou famosa ao criar, em 2014, fundos e ETFs de gestão ativa focados no investimento em empresas que desenvolvessem soluções e inovações disruptivas, o que inicialmente foi alvo de críticas pelo alto risco. No entanto, ao longo do tempo as apostas em empresas como a Tesla, por exemplo, mostraram-se bem sucedidas, e a "Rainha dos Investimentos" conquistou milhares de fãs - e o glorioso apelido.

(Mynt/Divulgação)

Com um perfil arrojado e interesse por novas tecnologias, não demorou até que os caminhos de Cathie e do mercado cripto se cruzassem. Ela se tornou uma das vozes mais importantes no mercado financeiro tradicional a falar ativa e favoravelmente sobre os ativos digitais. E, mais do que falar, investir. Em entrevistas, é comum ouvi-la falar sobre o assunto, fazendo previsões de fortes altas para o bitcoin no longo prazo ou, como aconteceu recentemente, comentando sobre o lado positivo da queda de preços no mercado cripto.

Mas uma de suas empreitadas relacionadas ao setor acabou não dando certo. A ARK fez um investimento elevado em ações da Coinbase na época do IPO da corretora cripto, em abril do ano passado. O preço médio dos papeis foi de US$ 254,65. E na última terça-feira, 26, a empresa acabou se desfazendo da posição, vendendo as ações por US$ 53.

Segundo dados divulgados pela plataforma Unusual Whales, Cathie e a ARK Invest se desfizeram de 1,41 milhões de ações da Coinbase, fazendo com que o prejuízo com a negociação de papeis da corretora superasse os US$ 280 milhões.

A venda aconteceu no momento em que os papeis da Coinbase atingiram o menor valor de sua história, após mais um escândalo da corretora, desta vez relacionado à uma investigação da SEC por uma suposta oferta irregular de valores mobiliarios nos EUA. Ao longo do dia, as ações COIN caíram mais de 20% - nesta quarta, entretanto, ensaiam recuperação, com alta de 6%, negociadas a US% 55,90.

Primeira grande empresa do mercado cripto a abrir capital nos EUA, a Coinbase tem visto forte desvalorização das suas ações em 2022. A queda no ano já passa de 77%, motivada pelo mau momento do mercado cripto e também por problemas relacionados aos números do balanço da empresa, cuja receita ficou muito abaixo da expectativa no último trimestre.

Os fundos e ETFs da ARK também têm sofrido no mesmo período, já que investem majoritariamente em ações de empresas de tecnologia, que também vivem momento negativo desde o início do ano. O desempenho de ETFs como o ARKK (-48%), o ARKW (-50,5%) e o ARKF (-54,76%) são mostras de como a situação é ruim para a empresa em 2022.

O resultado, entretanto, não é exclusividade de Cathie Wood e da ARK Invest, já que mercados de risco têm "sangrado" bastante nos últimos meses, impulsionado negativamente pelo contexto macroeconômico global, que inclui altas da inflação e dos juros nos EUA, desaceleração da economia chinesa, crise na Europa e guerra na Ucrânia.

Apesar dos maus resultados até aqui, a ARK segue ativa no mercado. Ainda segundo a Unusual Whales, a gestora comprou nesta quarta-feira cerca de 1,76 milhão de ações da Shopify, que operam em alta de 5,5% no momento, cotadas a US$ 33,30.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok