• AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
  • AALR3 R$ 20,34 1.40
  • AAPL34 R$ 67,96 -2.78
  • ABCB4 R$ 17,36 4.52
  • ABEV3 R$ 14,11 -0.77
  • AERI3 R$ 3,72 -1.59
  • AESB3 R$ 10,75 0.66
  • AGRO3 R$ 30,95 1.08
  • ALPA4 R$ 20,84 -0.48
  • ALSO3 R$ 19,10 -1.29
  • ALUP11 R$ 26,71 1.17
  • AMAR3 R$ 2,45 4.26
  • AMBP3 R$ 30,53 -2.12
  • AMER3 R$ 23,10 0.65
  • AMZO34 R$ 67,45 -0.34
  • ANIM3 R$ 5,50 -0.72
  • ARZZ3 R$ 81,36 -0.60
  • ASAI3 R$ 15,39 -0.06
  • AZUL4 R$ 21,23 0.00
  • B3SA3 R$ 11,82 2.34
  • BBAS3 R$ 35,68 -0.64
Abra sua conta no BTG

Quatro dos cinco ETFs mais rentáveis da bolsa em 2021 são de criptomoedas

Fundos negociados em bolsa das gestoras QR Asset e Hashdex, que investem em bitcoin e ether, lideram a lista de rentabilidade da B3 em 2021
ETFs de criptomoedas estão entre os mais rentáveis da bolsa brasileira em 2021 (Getty Images/Liliya Filakhtova)
ETFs de criptomoedas estão entre os mais rentáveis da bolsa brasileira em 2021 (Getty Images/Liliya Filakhtova)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 23/12/2021 16:49 | Última atualização em 29/12/2021 10:47Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Um dos fatos mais relevantes do mercado cripto em 2021 foi o lançamento dos ETFs de criptomoedas no Brasil. Atualmente, a bolsa de valores brasileira já tem cinco produtos do tipo. Mas, além de atrair novos investidores para o mercado cripto, esses ETFs ficaram no topo da lista de mais rentáveis do ano.

Ao todo, a B3 tem 56 ETFs de renda variável listados para negociação, que seguem variados índices e têm diferentes temáticas. Dos cinco com maior rentabilidade de 2021, quatro são ligados ao mercado cripto, inclusive os dois primeiros colocados.

O ETF com maior rentabilidade da bolsa brasileira em 2021 foi o QBTC11, primeiro ETF exclusivamente de bitcoin da América Latina, que foi lançado em junho pela QR Asset e teve rentabilidade de 75,65% no ano - o cálculo foi feito no dia 20 de dezembro.

Depois, aparece o QETH11, da mesma gestora, porém focado no ether, a criptomoeda nativa da rede Ethereum. O fundo, lançado em agosto, valorizou 64,76%.

A terceira colocação ficou com o IVVB11, da BlackRock, que subiu 35,39%. Foi o ETF de melhor performance que não tem relação com o universo dos criptoativos, já que o fundo busca replicar o desempenho do índice S&P 500, que investe nas maiores empresas listadas em bolsas dos EUA.

O quarto e o quinto ETFs mais rentáveis de 2021 também são do mercado cripto: o BITH11 (33,33%) e o ETHE11 (32,4%), também de bitcoin e ether, respectivamente, mas geridos pela Hashdex.

Além dos ETFs mais rentáveis, o mercado cripto também tem alguns dos mais populares. O HASH11, também da Hashdex, que investe em uma cesta de ativos, foi o primeiro ETF cripto do Brasil e se tornou um dos maiores ETFs da bolsa brasileira em pouquíssimo tempo. O fundo, entretanto, não teve um desempenho tão bom quanto os outros ETFs cripto do país. Lançado em um momento em que o mercado cripto estava perto de suas máximas históricas, valorizou 8,5% desde que foi listado, em abril.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Veja Também

Bill Gates explica porque não investe em nenhuma criptomoeda
Future of Money
Há 16 horas • 2 min de leitura

Bill Gates explica porque não investe em nenhuma criptomoeda

Presidente da SEC: maioria das criptomoedas vai falhar como a LUNA
Future of Money
Há 18 horas • 2 min de leitura

Presidente da SEC: maioria das criptomoedas vai falhar como a LUNA